Coluna

Egídio Serpa: Primeiro desafio de Rolim

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 29.12.2017

Pedindo e recebendo o anonimato, um técnico agrícola com uma porção de terra no Perímetro de Irrigação Tabuleiros de Russas, onde cultiva palma forrageira, escreve a esta coluna para solicitar ao novo presidente do BNB, Romildo Rolim, medidas contra o que denomina de "excessiva burocracia do banco para o pequeno produtor". Ele confessa: "Faz um ano e dois meses que tento um custeio junto ao BNB, e nada. Tenho cartão BNB-Agro para a compra de equipamentos, também não deu certo. Não é fácil para o pequeno ter acesso a esse crédito, e eu digo por experiência própria. Não desisti nem vou desistir. O pior é que o preço das coisas aumenta e o quando o custeio do BNB sair - e um dia ele sairá - ele estará defasado". Eis aí o primeiro desafio de Rolim.

Sem política

Empresários da indústria e da agropecuária do Ceará entusiasmaram-se com o anúncio da redução dos juros do FNE, que, em 2018, terá R$ 23 bilhões no caixa. Eles apostam que não será necessária ação de políticos para a obtenção do crédito.

Alugando

Por causa da crise que castiga a economia do País, o mercado imobiliário vira-se para desovar seus estoques. Construtoras que ergueram grandes condomínios nas áreas de praia estão a alugar por temporada as unidades ainda não vendidas.

Viva o sol!

Reparem: quarta-feira, 27, às 10h55, os parques de energia solar instalados no Nordeste geraram 4,82% do consumo do Subsistema Nordeste. A geração bateu na marca recorde de 519,4 MW. É só o começo, pois a geração solar só crescerá.

Hotelaria

Lotados! Assim estão os hotéis de Fortaleza, um dos destinos mais procurados pelos turistas brasileiros. O Gran Marquise e o Marina Park têm ocupação de 95%; o Holliday In, de 90%. A festa do reveillon da cidade já ganhou fama nacional.

Chuvas: olho nos oceanos

Só em meados de janeiro é que a Funceme anunciará - cientificamente - se 2018 trará para o Ceará uma boa ou má estação de chuvas. O prognóstico neste instante é sombrio: a temperatura do Atlântico Sul está fria - já deveria estar quente - o que tem levado os técnicos a dizer que por enquanto o quadro é de neutralidade, e esta é só uma tendência de chuva na média ou abaixo dela. O presidente da Funceme Eduardo Sávio é um abnegado estudioso dos fenômenos climáticos, razão pela qual se aferra à ciência, e esta sugere que é preciso acompanhar até 15/1 a variação das temperaturas do Atlântico e do Pacífico Norte e Sul.

Reforço

José Sarney, que já foi quase tudo neste País, segue com alto prestígio: ele indicou para o Ministério do Trabalho seu correligionário e conterrâneo maranhense Pedro Fernandes, deputado federal há 5 legislaturas e desde 2003 investigado pelo por crime de peculato. Mas o STF arquivou a investigação.

Bom

Oi, Réveillon!!

Promessa da operadora Oi: está ampliando a capacidade das antenas do seu sistema de telefonia móvel em Fortaleza. O foco dessa ação é a orla marítima da cidade. Mas isso é temporário.

Ruim

Perigo

Alô, Polícia Rodoviária Federal e Estadual: precisa ser melhorada a fiscalização do transporte alternativo - o das vans. Elas circulam superlotadas, o que é proibido, e em alta velocidade.

Livre Mercado

Renato Romio, chefe da Divisão de Motores e Veículos do Instituto Mauá de Tecnologia, diz que em trechos rodoviários o etanol tem melhor custo-benefício. O veículo é utilizado em condições de maior velocidade e potência e, em geral, o motor abastecido com etanol apresenta maior potência e torque. Esse aumento depende das características do motor e da sua calibração original, feita pelo fabricante. Há motores com resposta distinta ao uso do etanol. Em relação à gasolina, custo é 9% menor.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.