Coluna

Egídio Serpa: os números da Copa russa

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 14.06.2018

São mesmo estonteantes os números da Copa do Mundo de Futebol, maior evento mundial de um só esporte, que de hoje até 15 de julho tem a Rússia como palco. Nela, governo russo investiu US$ 13 bilhões na construção de estádios que - como no Brasil - serão só elefantes brancos, alguns deles, após o torneio. Na melhoria da infraestrutura de transporte foram investidos US$ 6,8 bilhões. Por sua vez, a Fifa, dona do evento, aplicou US$ 627 milhões, US$ 241 milhões dos quais na produção de tevê e US$ 400 milhões na organização do torneio. Estima-se que os turistas que estão na Rússia para os jogos da Copa deixarão lá US$ 4 bilhões nos bares, restaurantes e hoteis do País. Atentem, agora, para os custos da Copa 2022, no Catar: US$ 200 bilhões. O futebol é um bom negócio.

Aplicativo

Diz o Google: o aplicativo de relacionamento digital da operadora Oi - Minha Oi - é o mais procurado no seu site de busca na internet. A Oi justifica: investiu muito nas novas tecnologias.

Newland

Festa na Newland, cuja revenda de Teresina ganhou pela terceira vez consecutiva o prêmio de Melhor Revenda Toyota do País. Mais: todas as lojas da Newland, aqui e além do Ceará, receberam a disputada Certificação de Qualidade conferida pelos japoneses da Toyota. Gol!!

TAP

Para apresentar seu novo avião para voo transoceânico - o A-330-900-Neo - a TAP levará grupo de jornalistas brasileiros, os do Ceará no meio, em uma viagem do Rio de Janeiro a Lisboa. Será no próximo dia 20. Em outubro o NEO fará Lisboa-Fortaleza.

Cajueiro: morte anunciada

Opinião de empresário que já foi do ramo: como atividade empresarial, a cajucultura, no Ceará e no Nordeste, é inviável. Por que? Ele coça a cabeça de cabelos brancos e explica: "São necessárias centenas de milhões de reais para trocar a floresta antiga de cajueiros de copa larga por cajueiro anão precoce, que produz três vezes mais em menos espaço. É dinheiro que o produtor, grande ou pequeno, não tem. Dentro de 10 anos, a cajucultura não existirá. A indústria ceramista já usa lenha de cajueiro para fazer telha e lajota". Líder mundial, o Vietnã é só cajueiro anão.

Condomínio

Novos empreendimentos do mercado imobiliário em Fortaleza e no interior do Estado fizeram crescer o número de condomínios. Em consequência aumentou em 15% o número de sócios da entidade de administradores de condomínios. Entraram empresas de decoração, de segurança e lavagem a seco.

Bom

Torneio

Durante a Copa do Mundo, a Aço Cearense fará competições entre seus funcionários. Haverá um torneio de embaixadinhas e um concurso de decoração com tema "a cara do Brasil". Boa ideia!!

Ruim

Faz falta

Ouve-se nas ruas: falta Tite ao comando político do Brasil. Não o técnico da Seleção brasileira, mas alguém com o seu perfil de líder e conhecimento da causa e com solução para os problemas.

Livre Mercado

Opinião da Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata): o programa de concessões de aeroportos do governo brasileiro é exemplar. Mas só do ponto de vista do governo, uma vez que - por causa da crise que o País atravessa desde 2014 - as concessionárias enfrentam problemas que dificultam o cumprimento de seus compromissos financeiras. A Iata fez nesta semana uma reunião geral em Sidney (Austrália). No mundo, 14% dos aeroportos de maior movimento - já foram privados.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.