COLUNA

Egídio Serpa: o motorista de R$25,3 mil

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 10.08.2018

Cega, a Justiça do Ceará manteve os olhos fechados ao aposentar um servidor no cargo de motorista, referência Aj-41, com proventos de R$ 25.354,48. Repita-se: R$ 25.354,48. Edvaldo é do quadro de funcionários do Tribunal de Justiça e foi aposentado por tempo de contribuição. Provento tão elevado é produto de leis estaduais aprovadas ao longo dos últimos 30 anos. Vencimento base do recém aposentado motorista do TJCE é de R$ 2.343. Sobre este valor aplicou-se uma gratificação de 100% pelo exercício do cargo. Isto é, o motorista ganha o dobro para exercer a sua função. Não existe isso na empresa privada, só nas repartições do serviço público, onde tudo pode. Penduricalhos legais - repita-se: legais! - estão a garantir absurdos. Reforme-se a Previdência.

Aposentadoria (1)

No ato que aposentou o ex-motorista, do Tribunal de Justiça do Ceará, está "Parcela Complementar Irredutibilidade de Proventos" no valor de R$ 12.114,84. Um motorista aposentado pelo INSS deve ficar humilhado lendo isto.

Aposentadoria (2)

Diz a Portaria 1239/2018 - assinada pelo presidente do TJCE no último dia 6 - que todas as vantagens dadas ao seu motorista aposentado estão "de conformidade com a legislação acima citada". E termina assim: "Registre-se, publique-se e cumpra-se".

Sem jeito

Opinião de um secretário do Governo do Ceará, que está envolvido com estudos para a reforma do modelo previdenciário do Estado, sobre o valor mensal da aposentadoria do motorista do TJCE: "Desse jeito, não há Previdência que resista".

Varejo

No futuro próximo, isto é, até 2023, empresas do varejo no Brasil operarão de modo bem diferente do atual. Para isso, já incorporam start ups para atualizar e inovar sua operação de compra e venda - tudo para facilitar a vida do consumidor. E subir o lucro.

As pesquisas sem ciência
 
Esta coluna insiste em um tema muito recorrente: pesquisa dita científica só tem e terá valor quando submetida à apreciação de organizações de cientistas e publicada em revista ou jornal científico, nacional ou estrangeiro. Divulgar - como se verdade fossem - resultados de pesquisas sem o aval científico tisna a imagem da instituição que a patrocinou e revela clara desonestidade intelectual. Nos últimos anos, várias pesquisas sem qualquer comprovação científica têm sido feitas com claro objetivo de propagar seus resultados na mídia e, a partir daí, provocar um debate ideológico contra a agropecuária brasileira.

Competição

Segunda-feira, 13, Paulo André Holanda (foto), superintendente do Senai no Ceará, abrirá, na unidade de Parangaba, a etapa seletiva da Worldskills 2018, que se realizará na Rússia. Trata-se da maior competição em educação profissional no mundo. Oito candidatos de oito estados competirão.

Bom

Metrofor

Começou a obra de construção da Estação Nunes Valente, do Metrofor, na esquina dessa rua com a Avenida Santos Dumont. A aposta é que os serviços sigam para além deste ano eleitoral.

Ruim

Simples

Milhares de micro empresas aderiram ao Simples Nacional. Uma boa parte delas - 470 mil - esqueceu de recolher o imposto devido e foram excluídas. Agora querem voltar. Temer vetou.

Livre Mercado

Para os presidenciáveis, a Petrobras deve continuar estatal - é a empresa símbolo do País e, do ponto de vista estratégico, é importante que siga sob o pálio do Estado. Mas os principais e legais candidatos a presidente - Bolsonaro, Alckmin, Ciro e Marina - admitem que a Petrobras pode livrar-se de ativos que a permitam investir para a ampliação e consolidação do seu negócio prioritário: a exploração e extração do petróleo. Assim, postos de gasolina e refinarias poderiam ser privatizados sem problema.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.