Coluna

Egídio Serpa: Natureza e Carnaval 2018

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 03.01.2018

As indicações técnicas e científicas conhecidas até agora revelam que neste janeiro o Nordeste - Ceará no meio - terá chuva abaixo da média histórica. Será o sétimo ano consecutivo de medíocre pluviometria, consequência de ações antrópicas desenvolvidas principalmente em cidades industriais dos EUA, China, Europa e até da América Latina. A água, bem finito, sempre escassa na África, ficou escassa também no Nordeste brasileiro. O Rio São Francisco é hoje quase um talvegue. O Jaguaribe e o Acaraú, os dois maiores rios cearenses, estão a morrer de sede. A natureza - avara em 2017, 2016, 2015, 2014, 2013 e 2012 - terá de ser magnânima em 2018, devolvendo ao Ceará as chuvas que recarreguem seus vazios açudes. Uma sugestão: proibir Carnaval se não voltarem as chuvas.

Fraport

Promete a Fraport - que assumiu ontem a gestão do Aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza - instalar, já, wi-fi de alta velocidade para usufruto de quem embarca e desembarca ali. Problema que exige solução já é o do caríssimo estacionamento.

TAP

Festa na TAP, cujos aviões transportaram, em 2017, de Portugal para o Brasil e vice-versa, 14 milhões de passageiros. Um recorde na história de 72 anos de vida da aérea portuguesa, hoje sob gestão da brasileira Azul. A TAP segue crescendo.

Turismo

Para o Ministério do Turismo, a gigantesca festa de Réveillon promovida pela Prefeitura de Fortaleza no Aterro da Praia de Iracema, injetou R$ 1,5 bilhão na economia da cidade. O site do Ministério diz a taxa de ocupação dos hoteis: 98%.

Feriados

Um estudo da Federação do Comércio de São Paulo revelou: os feriados e os feriadões nacionais de 2018 causarão prejuízo de R$ 11,3 bilhões ao comércio varejista - ou seja, 13% a mais do que causaram os feriados do ano passado de 2017. Incrível!

Frutas: Ceará sem a mosca 
 
Diretor de Sanidade Vegetal da Agência de Defesa da Agropecuária (Adagri) Tito Carneiro revela: foi consolidada, neste Estado, a Área Livre da Mosca das Frutas, que é formada pelos municípios de Aracati, Icapuí, Russas, Itaiçaba, Limoeiro do Norte, Quixeré, Palhano e Itaiçaba. Essa área também inclui 13 municípios do Rio Grande do Norte. Nessas duas regiões, cultivam-se melão, melancia, banana, aspargo e laranja. Grande parte da produção vai para os EUA, Canadá e países da Europa, que são exigentes em relação à fitossanidade. No Ceará, a Adagri, desde os anos 90, trabalha para a manutenção desse status.

Retomada

Regis Medeiros, secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado, não esconde sua alegria com a alta estação turística: "Hotéis lotados de turistas estrangeiros e brasileiros. Tudo isso é fruto da retomada da atividade econômica", explica Régis.

Bom

Hard Rock

Novidade: o Hard Rock Cafe, que até agosto deste ano será aberto no Shopping RioMar Fortaleza, funcionará das 11 horas até a saída do último cliente. As lojas do RioMar fecham às 22 horas.

Ruim

Educação

Em 15 anos, ou menos, 50% das atuais profissões não mais existirão. Surgirão outras ainda desconhecidas. EUA e China investem em tecnologia. O Brasil precisa reformar sua educação.

Livre Mercado

Prêmio Nobel da Paz em 1970, o agrônomo norte-americano Norman Borlaugh, chamado de pai da Revolução Verde, disse: "Se os grandiloquentes ambientalistas e as organizações conservacionistas não fossem tão míopes, investeriam sua tática e deixariam de impugnar o uso de produtos químicos na agricultura. (...) Na realidade, maior é o rendimento da superfície cultivada e menor a extensão da terra que se necessita para produzir alimentos. Fica maior a área para a fauna e as florestas".

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.