Coluna

Egídio Serpa: Água - Ceará precisa ousar

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 25.06.2018
Se a ciência assinala que a dessalinização da água do mar é o caminho, por que o Ceará não dá um passo ousado nessa boa direção, ampliando para 8 m³/s o seu projeto de dessalinizar só 2 m³/s? Na Espanha, com condições geográficas semelhantes às do Ceará, as cidades do litoral são abastecidas com água do mar - sem o sal, evidentemente - sobrando as águas interiores para a produção de alimentos, também. Fredi Lokiec, consultor israelense, disse a empresários cearenses que a água dessalinizada - produzida por usina de 7 m³/h é de R$ 2,20 por m³. A água do S. Francisco terá custo de R$ 0,75 m³. Se forem somadas as perdas no trajeto e a evaporação na estocagem, esse custo será igual ao da água do mar. Dessalinizar até 8 m³ deve ser a meta do Ceará.

Latam

Aproveitando o incentivo fiscal dado pelo Governo do Ceará - que reduziu o ICMS incidente sobre as vendas do querosene de aviação - a Latam anunciará, no dia 4 de julho, voos de Fortaleza para novos destinos, inclusive no exterior. Um novo hub?

Turismo

Propagando a campanha “Venha descobrir o Ceará”, executivos de vários hoteis da ABIH-CE fazem, de hoje até 6ª feira, 29, um tour pelas cidades de Curitiba, Porto Alegre, Joinville, Balneário Camboriú e Florianópolis. Alvo: os agentes de viagem.

Jóias

David e Heverly Maia - donos das joalherias Bellor (antiga Cleide Design), com unidades no RioMar e Del Paseo - participam na fria Campos do Jordão (SP) da All Gold, importante feira do setor joalheiro. A Bellor tem 5 mil clientes fidelizados.

Oi

Rogerio Takayanagi é o novo diretor da recém criada Diretoria de Marketing de Varejo e Empresarial da operadora Oi. Ele tem mais de 20 anos de experiência em telecomunicações e foi diretor de marketing da Tim. Meta: rentabilizar o negócio. 

Ceará: a união faz a força

Poucos sabem, mas é o Ceará que lidera, hoje e há bom tempo, dois grandes setores do agronegócio brasileiro: a fruticultura e a carcinicultura. Tom Prado - CEO e sócio da Itaueira - é o coordenador do Comitê Técnico de Fitossanidade da Confederação Nacional da Agricultura, liderando a luta pela mudança da atual e atrasada legislação sobre defensivos agrícolas. Luiz Roberto Barcelos, CEO da Agrícola Famosa, preside a Comissão Nacional de Fruticultura do Mapa e a Abrafruta - que abriga 80% dos exportadores de frutas do País. E Cristiano Maia é o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão. Fruto da união.

Algodão

Começou a ser colhida a safra brasileira de algodão, que será recorde. O Brasil passa a 2º maior produtor do mundo - só atrás dos EUA. Pois exatamente nesta hora, o frete rodoviário subiu 40%. A indústria têxtil cearense, que importa algodão, sofre mais: o frete de retorno - daqui para o Sul - subiu 60%.

Bom

Negócios

Boa da iniciativa da Prefeitura de Fortaleza que criou a Feira de Pequenos Negócios, que no fim de semana passado foi realizada na Feira dos Peixes, na Av. Beira Mar. Cria emprego e gera renda.

Ruim

Em dólar

Na praça de alimentação do Aeroporto Pinto Martins, os preços foram dolarizados. Por exemplo: uma dose de uísque 8 anos custa R$ 32, o equivalente a US$ 8,5 - Como na Europa.

Livre Mercado

Subiu o dólar. Resultado: subiram os preços das passagens aéreas internacionais. E como consequência, ganha o turismo interno. Os brasileiros, na impossibilidade de curtir férias na Europa ou nos EUA, está optando pelos destinos nacionais - e Fortaleza está incluída entre os cinco mais procurados. Pelas estimativas da Secretaria de Turismo do Ceará, 440 mil turistas brasileiros virão até aqui nas férias de julho. Os voos procedentes da Europa estão chegando lotados nesta capital - uma boa notícia.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.