Coluna

Egídio Serpa: A privatização e as águas

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 14.03.2018

Coordenador do time de economistas que elaboram o Plano Econômico de Ciro Gomes, presidenciável do PDT, Nelson Marconi está dizendo que será um erro privatizar a Eletrobras. Ele - repetindo discurso de Ciro - explica que isso será o mesmo que privatizar o regime de águas do País. O melhor exemplo está aqui no Nordeste: privatizar a Chesf será transferir para uma empresa privada as águas do rio São Francisco que têm múltiplos fins - piscicultura, geração de energia, abastecimento de cidades, irrigação. Há mais uma desconfiança: uma empresa privada cuidaria da revitalização do rio, ou isto iria para o Orçamento da União? Mas há setores, hoje estatais, que Ciro vê como privatizáveis. Afinal, as contas públicas têm de ser equilibradas logo. E as privatizações ajudarão.

Energia

De um empresário que atua no setor das energias renováveis no Ceará: "Foi ótima a escolha de Adão Linhares para subsecretário de Energia da Seinfra. Mas o Governo do Estado precisará provar, com ações, que o setor e energia é prioridade".

Água

Embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley informa que o Ceará importou do seu País um maquinário móvel que faz o tratamento da água em áreas de emergência no sertão. Ele aconselha que o Brasil - o Ceará no meio - dê prioridade ao reúso da água.

Alimentos

Ministro da Agricultura, o matogrossense Blairo Maggi diz que o agronegócio mata. "Mata quando deixa de levar comida à mesa do brasileiro" - e lembra: "Em 1970, Brasil importava alimentos. Hoje é o 2º maior exportador do mundo e 4º maior produtor".

Algodão

Pesquisador da Embrapa, consultor da FAO, craque em cotonicultura (implantou-a no Cone Sul da América do Sul), o cearense Raimundo Braga assiste o projeto de reanimação do algodão da Faec/Embrapa/Governo do Ceará no sertão central.

Camarão quer preço justo
 
Novo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão, o empresário cearense Cristiano Maia - maior criador do País - esforça-se no sentido de sensibilizar seus colegas para a clara realidade: "O mercado de camarão rejeita qualquer prática que tenha por meta manter alto o preço do camarão". Ele ensina que o preço deve ser o justo, com o que crescerá o consumo. Cristiano considera que, neste momento, o preço do camarão está alto. Ele está ainda a trabalhar para que, em um ano, a produção brasileira alcance as 100 mil toneladas. E finaliza com boa notícia: a mancha branca está indo embora.

Prêmio

Hoje no Riomar Fortaleza, João Carlos Paes Mendonça entregará o Prêmio Riomar Mulher a 10 mulheres cearenses que são destaque em seus respectivos setores de atuação. Entre as que receberão prêmio neste ano está a cantora Amelinha, que imortalizou a bela canção "Foi Deus". Às 19 horas.

Bom

Florestas

Decisão inédita: o Governo da China está usando 60 mil dos seus milhões soldados no desafio de plantar árvores para a criação de novas florestas no País, onde é altíssima a poluição.

Ruim

Alto risco

Ir ao Castelão ou ao PV para ver jogos de futebol passou a ser um ato de coragem e de alto risco. Por que ir aos estádios, se é possível ver o jogo no poltrona de casa pela TV Verdes Mares?

Livre Mercado

Vem aí um projeto do Sindicato da Indústrias de Móveis do Ceará, cujo objetivo será a capacitação de 40 jovens na arte moveleira. O projeto será bancado pelas indústrias do setor e executado em conjunto pelo Sesi/Senai e pelo Sebrae, com o apoio da Fiec. Para tratar do assunto e também para traçar novas ações para a indústria moveleira, o Sindmóveis reuniu-se segunda-feira no bairro José Walter, onde foi identificado um núcleo juvenil com grande vocação para a marcenaria. Que bom!

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.