Coluna

Bolso & Cia: querer não é poder

00:00 · 11.05.2018

Por mais que as pessoas desejem consumir a condição financeira é uma barreira. O País encerrou abril com quase 62,2 milhões de consumidores com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas. Destes, 16,66 milhões são nordestinos. Segundo o SPC, esse contingente representa 41% da população brasileira adulta. As famílias continuam a enfrentar grandes dificuldades, apesar do fim da recessão. O desemprego elevado e a renda reduzida produzem esses efeitos. A roda da economia precisa girar e ganhar velocidade para que haja inclusão novamente.

Medicamentos

A pesquisa é uma aliada fundamental em todos os setores antes da compra, mas com o surgimento de aplicativos que facilitam a vida do consumidor ficou mais fácil consultar preços. A plataforma consultaremedios.Com.Br possui mais de 2,8 mil lojas cadastradas no Brasil e 65 mil produtos, incluindo remédios e perfumaria. O consumidor consegue pesquisar, comparar os preços e o mais importante: economizar.

6,6%

Foi o crescimento

Das franquias de alimentação no primeiro trimestre de 2018 comparado a igual período do ano passado, segundo a Associação Brasileira de Franquias ( ABF), um segmento que sempre mostra pujança. De modo geral, o mercado de franquias obteve um avanço de 5,1%, movimentando cerca de R$ 39 bilhões em todos os segmentos de atividades.

Poupança melhora rendimento

Este abril foi o melhor em resultado da poupança na série histórica do mês nos últimos cinco anos. Mesmo com a queda nos juros, a poupança voltou a atrair recursos porque os rendimentos estão acima da inflação. Além disso, não incide Imposto de Renda sobre a aplicação mais popular do País. Apesar do desempenho positivo em abril, as retiradas continuam maiores que os depósitos no primeiro quadrimestre de 2018, sofrendo também a influência do desemprego.

"O Brasil, entre 30 países pesquisados, é o que, todos os anos, mostra o pior resultado em relação aos benefícios para a população por imposto arrecadado. O dinheiro não vai para quem precisa, principalmente para os mais de 50 milhões de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza".

Celso Luiz Tracco
Economista

Serviços à distância

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vem mudando a forma de solicitação dos benefícios A ideia é reduzir filas no atendimento e permitir que alguns serviços possam ser realizados à distância Por meio de agendamento no "Meu INSS" e 135, serviços estão sendo prestados com dia e horário marcados É possível agendar: - Pedidos de salário-maternidade e aposentadoria por idade (urbanos), Atualização de dados cadastrais; - Alteração do meio de pagamento do benefício, Mudança da agência de relacionamento; - Desistência de aposentadoria, Cadastro de Procuração - Solicitação de pagamento não recebido, Solicitação de desbloqueio do benefício para empréstimo; - Emitir Certidão para saque de PIS/Pasep/FGTS, Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados à Pensão por Morte.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.