Coluna

Bolso & Cia: O 'incêndio' e a economia

00:00 · 19.05.2017 / atualizado às 00:02

De turbulências a economia brasileira é experiente. Viver cenários adversos não é o desejado, o que se espera e almeja é voltar a crescer de forma sustentável. Mas é preciso lembrar que os solavancos das Bolsas de Valores revelam o interesse dos investidores buscando precificar as incertezas futuras. O 'incêndio' que a política brasileira vivencia só reforça a necessidade de uma reforma política. A economia, já sofrida, vai respirar mais e mais incertezas. Os agentes econômicos irão potencializar a cautela antes das decisões, mas sobreviveremos.

Coluna

Efeito imediato

Atividade econômica vai piorar após delação de dono da JBS, enfatiza o economista da FGV, Nelson Marconi. Segundo ele, os reflexos serão imediatos e a atividade econômica vai piorar também diante da crise de confiança e do cenário fiscal. "A redução da taxa de juros poderá ser interrompida (ou ter seu ritmo reduzido), e as reformas não serão aprovadas rapidamente. Talvez, nem sejam votadas". Mas ele considera positivo que a reforma trabalhista não seja votada agora, "pois não foi discutida com a sociedade".

2,2% foi o aumento da

Expectativa positiva do consumidor em relação ao futuro constatada pelo levantamento da Fecomércio -CE, no mês de maio, passando de 99,5 pontos em abril, para 101,7 pontos neste mês . A incógnita agora é como ficará na próxima medição, diante da reviravolta na política brasileira. Um dado é certo: o consumidor fortalezense quer ficar com as contas no azul, melhorar sua condição financeira e comprar mais.

Brasil: 8º do mundo em fintechs

Um mercado que se consolida cada vez mais. O Brasil já é o oitavo em volume de investimentos em fintechs no mundo, diz a Global Fintechs Federation. No total, foram aportados no mercado nacional US$ 161 milhões (cerca de R$ 515 milhões), superando a Austrália (US$ 91 milhões) e Japão (US$ 87 milhões). Os investimentos foram puxados por três empresas da nova era: Nubank (de cartões de crédito vinculados a aplicativo), GuiaBolso (app para controle de gastos) e Creditas (de empréstimos on-line).

Coluna

Recado do especialista

"O ataque cibernético coloca o mundo em estado de atenção. Com o advento dos smartphones, tablets e melhora dos meios de comunicação, a forma de se trabalhar mudou, ficando descentralizada. Não só as pessoas estão trabalhando remotamente, mas os sistemas estão na web, disponíveis. Por isso a importância de se projetar estes sistemas garantindo maior segurança possível no acesso a estes dados, monitorando em tempo real e realizando manutenção preventiva. Periodicamente deve-se rever toda a política de segurança da empresa e estar sempre atento aos novos tipos de ameaças e às novidades em relação à segurança".

Renato moreira
Executivo da DBACorp

Coluna

Mais tempo para o emprego

• Um dos efeitos mais perversos da crise se dá nos lares brasileiros onde há desempregados

• Se o emprego é o último a dar sinais de recuperação após um ciclo recessivo, as dificuldades tendem a se acentuar para o mercado de trabalho

• Com o amanhã incerto, o brasileiro terá que se municiar de mais fortaleza e criatividade para buscar empregabilidade

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.