Coluna

Bolso & Cia: mais emprego em 2018

01:00 · 13.10.2017

A expectativa de melhora no mercado de trabalho em 2018 tomou conta dos profissionais que atuam na área de gestão de empresas. Mais de 300 pessoas na área foram ouvidas durante o maior congresso de Recursos Humanos da América Latina, o Conarh, e 79,39% mostraram confiança em dias mais positivos no ano que vem, revela a Oribá Soluções. O Indicador Antecedente do Emprego da Fundação Getulio Vargas corrobora com a expectativa de avanço nos rumos do mercado de trabalho ainda neste ano, na conta do impacto das novas regras oriundas da Reforma Trabalhista e com o desempenho do segundo semestre.

Feliz no trabalho

"É possível ser feliz no trabalho?" A resposta dos profissionais de RH é que a maioria das pessoas está valorizando mais a qualidade de vida (84, 54%) que salário (10,60%). Isso é reforçado quando 100% dos ouvidos responderam que um bom ambiente de trabalho faz a diferença. Para 99,09%, felicidade no trabalho é possível e 80,30% dizem que não precisam mudar de emprego para isso.

-5,06 por cento

Foi o recuo no número de dívidas em nome de pessoas físicas, em setembro, ante igual período do ano passado, de acordo com o SPC. Os dados de dívidas por setor revelam que, após todos os segmentos terem retração anual nas pendências por três meses, o segmento de água e luz voltou a ter alta, com variação de 3,50%.

Juros atrasam recuperação

Para Silvio Paixão, professor de Análise de Cenários Econômicos e Macroeconomia, a taxa de juros atrasa a recuperação da atividade econômica. O custo do dinheiro inibe o financiamento saudável dos agentes econômicos, famílias e empresas. Como a taxa de juros do crédito é elevada, continua a adiar o consumo e o investimento na capacidade produtiva do País, explica.

"Minha definição de independência financeira é poder viver dos rendimentos dos nossos próprios investimentos. significa acumular um patrimônio que gere mensalmente uma renda maior que seu custo de vida mensal. A partir deste momento você é livre"

Marcello Duarte Vieira - Médico, investidor, empresário e palestrante

O que fazer com o dinheiro do ir

Na próxima segunda-feira, 16, a Receita Federal libera as restituições do quinto lote do IRPF. Serão pagos R$ 2,8 bilhões para 2,36 milhões de contribuintes, no País, sendo R$ 61,2 milhões, a 44.369 cearenses. Qual é melhor forma de utilizar o valor? Em primeiro lugar, é fundamental não desperdiçar essa chance de ajustar a vida financeira. O pagamento de dívidas deve ser a preocupação prioritária, sobretudo para quem está em atraso, para eliminar o problema Se o valor não for suficiente, poupe para agir em um futuro próximo. Além disso, negocie as contas para reduzir ou até não pagar juros Para quem pode, o ideal é investir o dinheiro para realizar sonhos e objetivos Se vai consumir, pesquise antes para pagar o melhor preço à vista.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.