Coluna

Bolso & Cia: Acordos vão prevalecer

01:00 · 14.07.2017

Governo e empresários comemoram a aprovação da reforma trabalhista. A valorização dos acordos coletivos de trabalho passa a prevalecer. O argumento é que, com as novas regras, haverá menor burocracia e modernização da legislação. A regulamentação do "home office" torna o trabalho em casa reconhecido. A possibilidade de atividade intermitente é outra mudança contundente. Mas, para a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a reforma viola convenções internacionais firmadas pelo Brasil.

Seguro sempre

Mesmo em meio à crise econômica, o mercado de seguros mostra resiliência e força. Em maio, o setor registrou avanço nominal de 7%. No quadrimestre, cresceu 8,8% e no 1º trimestre, 13,9%, segundo a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e CNseg. Os seguros de veículos aceleraram 5,5% (receita de R$ 13,3 bilhões nos primeiros cinco meses de 2017), ante igual período de 2016. Destaque para os seguros de viagem, com alta de 56,1% (receita de R$ 211,1 milhões nos primeiros cinco meses deste ano).

57%
É o percentual

De consumidores brasileiros que pretendem reduzir os gastos neste mês. Somente 16% estão com as contas no azul, com mais algum recurso para consumir ou investir. A maior parte (42%) está sem sobra nenhuma, mas também já efetuou o pagamento das suas contas. A situação mais difícil é dos 34% que encontram-se no vermelho e não conseguem quitar o que devem com a renda que possuem.

Cearenses emplacam o Festa Lá

Image-0-Artigo-2269193-1

Um grupo de cearenses desenvolveu um espaço gratuito na internet que reúne informações sobre eventos. O Festa Lá (www.Festala.Com.Br) traz os acontecimentos culturais, de entretenimento e venda de ingressos. É possível encontrar a agenda cultural de cada região e os points que 'bombam' por cidade. Os criadores são: Flávio Neves, Samir Coutinho, Pedro Henrique Araújo, Diego Macedo, Miguel Andrade e os investidores José Ueides e Daniel Martins.

Recado do empreendedor

Image-1-Artigo-2269193-1

"A estimativa de devedores vem se mantendo próxima ao patamar dos 59 milhões (no País) desde o segundo trimestre do último ano. Isso acontece porque, se as dificuldades do cenário recessivo fazem crescer o número de pessoas com dívidas, a maior restrição do crédito e queda na propensão do consumo por parte das famílias, provocada pela própria crise, age na direção contrária, limitando o crescimento da inadimplência. A economia e o consumo irão se recuperar de forma lenta e gradual, a estimativa deve permanecer ainda oscilando em torno dos 60 milhões de negativados ao longo dos próximos meses, sem mostrar um avanço expressivo".

Honório Pinheiro
Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)

Simule a aposentadoria

• O site da Previdência Social apresenta um serviço que vem sendo muito requisitado ultimamente.

• Munido de número do PIS/Pasep, é possível saber quanto tempo falta para se aposentar e descobrir o valor do seu benefício, caso já tenha direito.

• Para realizar a sua simulação de valores, tenha em mãos suas carteiras de trabalho, carnês e comprovantes de pagamento ao INSS.

• Simulação de valor: É necessário calcular primeiro o seu tempo de contribuição. Além disso, é preciso informar todas as suas contribuições de julho de 1994 em diante. Caso não possua estas informações, procure o INSS para obtê-las.

• Você pode ir diretamente ao link: www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/simulacao/

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.