PARA 2018

Chuvas elevam projeção de safra cearense em 4,8%

Projeção feita pelo IBGE aponta que o Estado deve colher 514.932 toneladas de grãos neste ano

01:00 · 11.05.2018
Image-0-Artigo-2398612-1
Estudo atualiza os números projetados no início deste ano e aponta que o Estado deve ter uma produção maior de produtos como o milho ( FOTO: HONÓRIO BARBOSA )

Com as chuvas surpreendentes das últimas semanas no Ceará, a estimativa para a produção agrícola deste ano cresceu. A quarta projeção para 2018 prevê uma safra de 514.932 toneladas de grãos do grupo cereais, oleaginosas e leguminosas em 2018 no Estado. A previsão é do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado, ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A quantidade mensurada é 1,88% maior que o estimado no mês de março, quando eram esperadas 506.979 toneladas. Já em relação à primeira estimativa do ano, divulgada em janeiro, o crescimento é de 4,87%. "As chuvas entre o dia 16 de março e 15 de abril foram positivas em todo o Estado, segundo a Funceme, com exceção do litoral de Pecém e de Fortaleza. Isso garante uma maior produção e eleva as expectativas", afirma Regina Feitosa, coordenadora do censo agropecuário do Ceará.

Dos 12 produtos do grupo de cereais, oleaginosas e leguminosas, cinco apresentaram crescimento na estimativa de produção: arroz de sequeiro, fava, feijão-de-corda primeira safra, milho de sequeiro e algodão herbáceo de sequeiro. As principais causas para a elevação foi a melhora da expectativa de rendimento dos itens. O levantamento também aponta o aumento da área de plantio dos grãos em alguns municípios do Estado.

No entanto, quando comparada à safra de 2017, a produção deste grupo cai 2,83%. A explicação para isso é metodológica. "Nós fazemos essa previsão com base na média obtida nos últimos nove anos. Mas nesse período, houve vários anos de seca, o que reduz o rendimento da produção e puxa a estimativa para baixo também", diz Feitosa.

Ela acrescenta que, com as melhores chuvas nas últimas semanas, essa variação deve ser revertida até o mês de julho, diante da atualização dos rendimentos com a melhoria do período chuvoso no Ceará.

Frutas Frescas

No grupo frutas frescas, composto de 18 produtos, três apresentam crescimento na expectativa de produção em 2018 e um apresentou redução. Os itens que apresentam avanço foram a acerola, banana irrigada, maracujá e melancia irrigada. No sentido contrário, a melancia de sequeiro sofreu retração.

Como resultado, a expectativa de produção é de 870.322 toneladas de frutas frescas neste ano, crescendo 0,23% ante o mês anterior (870.322 t) e 0,72% em relação à primeira expectativa (866.111 t). Em comparação com a safra anterior, a variação foi de 9,43%.

Brasil

A safra de cereais, leguminosas e oleaginosas do País deverá fechar o ano de 2018 em 230 milhões de toneladas. Caso a estimativa se confirme, a safra será 4,4% menor do que a registrada em 2017, que foi de 240,6 milhões de toneladas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.