ALIMENTAÇÃO EM FORTALEZA

Cesta básica recua, mas equivale a 43% do salário

Na passagem de março para abril, o valor do conjunto de alimentos básicos caiu 2,58% na Capital cearense

01:00 · 10.05.2018

Fonte das maiores despesas mensais da população, os gastos com alimentação pesaram um pouco menos no bolso do trabalhador de Fortaleza no mês passado. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a cesta básica na Capital cearense ficou 2,58% mais barata em abril em relação a março.

Mesmo com a redução, a cesta básica de Fortaleza ainda custa R$ 378,98 - a mais cara do Nordeste e a 9ª do País. Para os trabalhadores da Capital cearense que recebem apenas um salário mínimo, hoje em R$ 954, o valor da cesta básica é o equivalente a 43,16% da remuneração líquida mensal.

Considerando ainda um ganho mensal de um salário mínimo e uma jornada de trabalho de 220 horas mensais, o trabalhador da Capital dedica mais de 87 horas da sua jornada somente para pagar uma cesta básica. Segundo o Dieese, o gasto com alimentação de uma família padrão - com dois adultos e duas crianças - foi de R$ 1.136,94.

Produtos

Dos 12 produtos considerados na pesquisa do Diesse, dez apresentaram redução nos valores, destacando-se o tomate, com queda de 13,88%. Também apresentaram variações negativas significativas a farinha (-4,09%), o açúcar (-2,79%), o café (-2,32%) e o óleo (-1,34%). No sentido contrário, somente a carne (0,63%) e o arroz (0,37%) sofreram alta nos preços.

O conjuntos dos 12 itens apresentou uma redução maior ainda na variação anual, ou seja, o acumulado dos últimos 12 meses, período em que a cesta básica de Fortaleza ficou 10,42% mais barata.

Quadro Nacional

As reduções mais expressivas foram registradas em João Pessoa (-4,02%), Recife (-2,73%) e Fortaleza (-2,58%). As maiores altas ocorreram em Goiânia (1,49%), Salvador (0,79%), Aracaju (0,77%) e Manaus (0,66%). A cesta mais cara foi a do Rio de Janeiro (R$ 440,06), seguida por São Paulo (R$ 434,80), Porto Alegre (R$ 430,29) e Florianópolis (R$ 426,73)1. Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 325,42) e Recife (R$ 333,11). Em 12 meses, entre abril de 2017 e 2018, os preços médios da cesta caíram em todas as cidades, com destaque para João Pessoa (-12,22%), Salvador (-11,24%) e Fortaleza (-10,42%). Nos quatro primeiros meses de 2018, todas as capitais mostraram elevação acumulada, com variações entre 0,29% (Recife) e 6,39% (Vitória).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.