em julho

CE: serviços prestados às famílias saltam 17,1%

Considerando o setor de serviços como um todo, o Estado teve alta de 2,3% em relação a junho, a segunda maior do País

01:00 · 15.09.2018
Image-0-Artigo-2453416-1
No acumulado de janeiro a julho deste ano, o volume de serviços prestados às famílias no Ceará avançou 5,2%. Foi o único crescimento no Estado entre as cinco atividades avaliadas pelo IBGE no setor de serviços

Fortaleza/São Paulo. O volume de serviços prestados às famílias no Ceará saltou 17,1% em julho deste ano, na comparação com igual mês de 2017. Já no acumulado de janeiro a julho de 2018, a atividade avançou 5,2%. As informações são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada, nessa sexta (14), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Das cinco atividades avaliadas pelo Instituto, somente serviços às famílias apresentou resultado positivo, contribuindo para recuperar o setor de serviços como um todo no Estado, que cresceu 2,3% em julho na comparação com junho, mas recuou 6,8% frente a julho de 2017.

Outro destaque no Estado foram as atividades turísticas, que avançaram 7,4% em julho, em relação a junho. O aumento foi o mais importante entre os locais pesquisados pelo IBGE, após apresentarem um recuo de 1,5% em junho. No Brasil, índice de atividades turísticas recuou 1,7% na passagem de junho para julho de 2018, eliminando, assim, o avanço de 0,9% registrado no mês anterior.

info

2ª alta consecutiva

O avanço de 2,3% no setor de serviços do Ceará em julho deste ano, em relação a junho, foi o segundo consecutivo, chegando, com isso, a um crescimento acumulado de 4,1% no período. O resultado também foi o segundo maior do Brasil em julho, atrás apenas do Maranhão, que subiu 3,4%. Na média do Brasil, houve retração de 2,2%.

No acumulado de janeiro a julho deste ano, o setor de serviços do Ceará caiu 8,9%. Já em 12 meses, o recuo é de 9,5%. Nas duas bases de comparação, as retrações observadas no Estado do Ceará são maiores que as registradas na média nacional: retração de 0,8% de janeiro a julho e 1% em 12 meses.

Receita

Com relação à receita do setor de serviços, o Ceará teve alta de 3,2% em julho frente a junho. Ao lado de Alagoas, que também cresceu 3,2%, o resultado do Ceará foi o segundo melhor entre os locais pesquisados pelo IBGE, perdendo somente para o Maranhão, onde a receita do setor de serviços teve um incremento de 5,1%.

Em relação a julho do ano passado, a receita dos serviços no Ceará recuou 2%. Os resultados também são negativos no acumulado deste ano (-6,1%) e em 12 meses (-5,6%).

Nacional

No Brasil, o volume do setor de serviços caiu 2,2% em julho deste ano na comparação com o mês anterior. A queda veio depois do avanço de 4,8% de junho. A taxa também recuou na comparação com julho de 2017 (0,3%), no acumulado do ano (0,8%) e em 12 meses (1%).

A receita nominal caiu 0,5% na passagem de junho para julho, mas cresceu 3,7% na comparação com julho de 2017, 1,7% no acumulado do ano e 2,6% no acumulado de 12 meses.

Dos cinco segmentos de serviços pesquisados, apenas os serviços prestados às famílias tiveram crescimento no volume na passagem de junho para julho (3,1%). Entre os quatro segmentos em queda, destaca-se o de transportes e correio, que recuou 4%, segundo o IBGE.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.