APONTA FIRJAN

CE: 90,2% das cidades têm desenvolvimento moderado

01:00 · 29.06.2018
APONTA FIRJAN
Pesquisa da Firjan mostra que 63,4% dos municípios do Estado avançaram em emprego e renda

A crise econômica, que teve início em 2014 e causou forte recessão no País, fez com que o nível socioeconômico das cidades brasileiras retrocedesse, em média, três anos.

Apesar de somente três cidades terem registrado alto desenvolvimento de forma geral, o Estado do Ceará teve crescimento em relação ao ano anterior (2015) nas três vertentes analisadas: 63,4% dos municípios avançaram em Emprego e Renda, 65,8% em Educação e 73,4% em Saúde. Ao todo, 90,2% das cidades cearenses tiveram desenvolvimento moderado.

É o que aponta o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), divulgado pelo Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) com base em dados oficiais de 2016, que são os mais recentes.

O IFDM avaliou 5.471 cidades de todo o Brasil. Eusébio foi a cidade melhor avaliada do Estado do Ceará (0,8467), com alto desenvolvimento em Saúde e Educação e moderado em Emprego e Renda.

Entre as 500 melhor avaliadas no País pelo estudo, sete cidades são cearenses. As demais são, na ordem: Sobral, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Horizonte, Jijoca de Jericoacoara e Frecheirinha.

Todas elas apresentaram alto desenvolvimento em Saúde e em Educação. Em comparação a 2015, Jijoca de Jericoacoara apresentou o maior avanço no IFDM geral (8,3%) no Top 10 estadual, impulsionado pela vertente de Emprego e Renda.

Classificação

Das 183 cidades cearenses analisadas pelo estudo, a classificação moderada é predominante, englobando 165 delas (90,2% do total analisado). Somando os municípios com alto desenvolvimento, o percentual sobe para 91,8%, superior à média nacional, que é de 76,2%.

Saúde é o quesito em que as cidades cearenses mais se destacam: 97 (52,7%) apresentam alto desenvolvimento. No IFDM Educação, 54 dos municípios (31%) do estado conseguiram alto desenvolvimento, e é a única dentre as três áreas em que não houve cidades com desenvolvimento regular ou baixo. Em Emprego e Renda, apesar de 173 municípios registrarem desempenho regular ou baixo, 116 municípios do estado tiveram um avanço em relação ao ano anterior, sustentados pelo aumento da renda.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.