Em 2018

Cariri receberá feira calçadista

01:00 · 07.10.2017

A região do Cariri, principal polo calçadista do Estado, receberá ano que vem dois importantes eventos do setor. A Feira de Máquinas para a Indústria Coureiro-Calçadista (Femicc) sai de Fortaleza e migra para Juazeiro do Norte, onde se juntará à Feira de Tecnologia de Calçados do Cariri (Fetecc). A programação ocorrerá de 1º a 3 de agosto. A informação foi antecipada na última sexta-feira (6) por Hélvio Roberto Pompeo Madeira, diretor-presidente do FCEM|Febratex Group, empresas que fazem a promoção do evento.

A Femicc, integrante da Feira do Nordeste, ocorreu no Centro de Eventos do Ceará (CEC), em Fortaleza, junto com a Feira de Máquinas, Equipamentos, Serviços e Química para a Indústria Têxtil (Maquintex) e a Feira de Equipamentos e Serviços para a Indústria de Impressão Digital, Gráfica, Sinalização e Serigrafia (Signs Nordeste).

"Estamos, junto com o Sindindustria, administrando e organizando para o próximo ano uma feira na área calçadista em Juazeiro do Norte. Lançaremos dia 24 de outubro a edição, que ocorrerá em agosto. Vamos levar expositores nacionais e internacionais da indústria calçadista e coureira para o Cariri e trazer compradores e lojistas de todo o Brasil. Será no Centro de Eventos do Sebrae, com apoio de todas as prefeituras do Cariri".

A Feira do Nordeste, conforme Pompeo Madeira, foi considera como "acima das expectativas" pelos organizadores. Segundo ele, o evento superou todas as edições anteriores. Foram cerca de 500 marcas apresentando os seus principais lançamentos em produtos, máquinas, equipamentos, serviço e tecnologias para as indústrias têxtil, gráfica, impressão digital, comunicação visual, além da indústria coureiro-calçadista.

"A Feira foi superior a todas as demais edições, desde 2007, em público e resultado. Vimos no semblante dos expositores a satisfação e a alegria. Quando começa uma feira técnica e comercial, o pessoal está tenso, nervoso, angustiado. O mercado não está fácil, mas conforme a expectativa das pesquisas que fizemos, existe uma crise no Brasil, mas aqui no Nordeste o pessoal investe em tecnologia, faz trabalho de inovação a médio e longo prazo para que as empresas estejam aptas a competir no mercado internacional", disse.

Fluxo

Tal sucesso, conforme relatou, ficou explícito quando, ainda no terceiro dia do evento, cerca de metade do espaço destinado aos expositores precisou ser renovado devido às vendas de peças. Segundo a organização, mais de 12 mil pessoas passaram pelo Centro de Eventos durante os quatro dias de feira.

O próximo Maquintex, acontecerá, em Fortaleza, de 10 a 13 de setembro de 2019, novamente no Centro de Eventos, junto com a Signs Nordeste.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.