Atesta ANP

Capital tem combustível mais caro do Nordeste

Enquanto o custo médio do litro da gasolina está a R$ 3,95, o do etanol e do GNV são R$ 3,25 e R$ 2,59, respectivamente

00:00 · 22.07.2016 por Raone Saraiva - Repórter
Image-0-Artigo-2099012-1
Alta estação e férias são apontadas como motivo da subida dos preços, segundo aponta especialista do setor ( Foto: Natasha Mota )

Depois de se tornar a capital do Nordeste com a gasolina mais cara, Fortaleza agora também lidera o ranking dos preços do etanol (álcool) e do GNV (gás natural veicular) na Região, combustíveis que deveriam representar maior economia ao consumidor. O Ceará não fica atrás, sendo o estado nordestino com os valores mais elevados.

Para o consultor na área de petróleo e gás, Bruno Iughetti, a alta nos preços dos principais combustíveis está relacionada ao período de alta estação e férias escolares, quando a demanda nos postos da cidade aumenta. O especialista acredita que, após o mês de julho, os valores devem recuar.

"É uma questão de livre mercado, mas não existem motivos para que os preços estejam em patamares tão elevados. Não houve aumento nas refinarias e nem no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços). É uma prática danosa ao consumidor, de especulação e aproveitamento", critica Iughetti.

Medidas da ANP

Segundo o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizado de 10 a 16 de julho, o preço médio do litro da gasolina nos postos da Capital cearense é R$ 3,95, podendo ser encontrado de R$ 3,91 a 3,99, uma variação de 2%. Depois de Fortaleza, os valores mais altos entre as capitais do Nordeste são de Salvador (R$ 3,92) e Natal (R$ 3,78). O preço mais baixo é o de São Luís (R$ 3,42). Em relação ao etanol, o preço médio do litro é R$ 3,25, mas o combustível varia de R$ 3,15 a R$ 3,29, uma diferença de 4,4%. Atrás da Capital cearense, aparecem Maceió (R$ 3,18) e Natal (R$ 3,16). Recife tem o valor mais em conta (R$ 2,87).

Como a autonomia do veículo com álcool costuma ser 30% menor, o preço do litro também precisa ser 30% inferior. Para fazer o cálculo, basta dividir o valor do litro do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for maior que 0,7, não compensa abastecer com álcool, como é o caso de Fortaleza, cujo número é 0,82.

Já o metro cúbico (m³) do GNV está sendo comercializado a R$ 2,59 na Capital cearense. Neste caso, a ANP só realizou a pesquisa em um estabelecimento. Vale lembrar que, nos últimos anos, o número de postos de comercializam GNV na cidade vem caindo.

Atrás de Fortaleza, estão Salvador (R$ 2,46) e Natal (R$ 2,38). O menor valor é encontrado no Recife (R$ 2,06). No Nordeste, não há levantamento dos preços do gás natural em Maceió, São Luís e Teresina.

Ceará

No Ceará, os preços médios do litro da gasolina, etanol e GNV são R$ 3,95, R$ 3,26 e R$ 2,58, respectivamente. A gasolina varia de R$ 3,79 a R$ 4,13 (9%), o álcool de R$ 2,99 a 3,61 (20,7%), e o GNV de R$ 2,51 a R$ 2,59 (3,1%).

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos) informa que não tem a competência nem a missão de formar ou informar preços de combustíveis.

re

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.