valor ainda não revelado

BNB e Fraport: contrato deve sair até 15 de julho

Banco diz que processo para a assinatura do empréstimo para as obras no Aeroporto está nos últimos detalhes

Durante XXIV Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, foram comemorados os 30 anos do FNE e 20 anos do Crediamigo ( FOTO: HELENE SANTOS )
01:00 · 05.07.2018 / atualizado às 01:28

Poucos dias após a assinatura do contrato de financiamento da reforma do Aeroporto de Salvador com a Vinci, empresa concessionária do terminal baiano, o Banco do Nordeste (BNB) espera que, ainda em julho, seja firmado o acordo com a Fraport para o aporte das obras de ampliação do Aeroporto de Fortaleza. Apesar de ainda não ter sido fixada uma data para que isso ocorra, o presidente do BNB, Romildo Rolim, acredita que a contratação pode ocorrer ainda na primeira quinzena de julho.

> Microempresários do CE premiados

"Nós estávamos prevendo contratar no fim desse primeiro semestre com os dois aeroportos. Assinamos com a Vinci para o terminal de Salvador e, agora, estamos concluindo o dimensionamento dos investimentos necessários à ampliação do Aeroporto de Fortaleza, mas a parte de análise de viabilidade econômica e financeira está toda pronta e, em breve, teremos a assinatura do contrato com a Fraport", detalha o presidente do BNB.

O financiamento será concedido à Fraport com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e deve seguir os moldes do aporte feito em Salvador. Para o terminal baiano, o prazo de financiamento do valor de R$ 516 milhões é de 20 anos. O Aeroporto de Salvador representa o primeiro financiamento integral sem garantia específica (non-recourse) do setor aéreo.

De acordo com o superintendente de Negócios de Atacado e Governo, Helton Chagas Mendes, as condições para o financiamento serão as mesmas impostas à Vinci. "É claro que são questões diferentes envolvidas, investimentos diferentes. Contratamos, obviamente, Salvador primeiro porque começamos o processo lá primeiro, mas acredito que aqui nós estamos bem adiantados. A Fraport é uma empresa extremamente organizada no fornecimento das informações necessárias, então em breve estaremos assinando o contrato com a Fraport", diz Helton Chagas, que ministrou o painel "Efeitos dos Investimentos em Infraestrutura para o Desenvolvimento do Nordeste" durante o primeiro dia do Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, iniciado ontem (4).

"A gente reforça que o Banco do Nordeste tem muito interesse em financiar infraestrutura, assim como também todos os outros setores da economia. No caso dos aeroportos, nos dois leilões que tiveram (Fortaleza e Salvador), nós estamos efetivamente participando com os financiamentos, mas temos, com certeza, uma expectativa em relação aos outros aeroportos e com certeza esperamos apoiar essas obras com os nossos recursos", ressalta Helton Chagas. Além dele, participaram do painel a professora da Fundação Getúlio Vargas Joisa Campanher Dutra Saraiva e o diretor presidente da Atlantic Energias Renováveis, José Roberto de Moraes.

A programação dos eventos do Fórum no Banco do Nordeste se estende até esta quinta-feira (5), quando também acontece o XXIII Encontro Regional de Economia - Mais negócios, novos desafios. O Fórum celebra o aniversário de 66 anos do Banco do Nordeste e os 30 anos do FNE, além dos 20 anos do CrediAmigo. Na ocasião, foi entregue a Comenda Banco do Nordeste de Desenvolvimento Regional ao diretor-presidente do Grupo 3corações, Pedro Lima, na categoria empresarial, e na categoria institucional, o Banco do Nordeste homenageou o ex-deputado Paes de Andrade (In Memorian); e o ex-senador Mauro Benevides.

"São duas ilustres personalidades que participaram, há 30 anos, que pensaram nesse instrumento de política pública muito importante (FNE) e atua hoje como um indutor na redução das desigualdades regionais aqui no Nordeste", disse Romildo Rolim.

FNE

Romildo destacou que um dos desafios do Banco, com o FNE, é aplicar R$ 30 na economia em 2018. "Já fizemos R$ 12 bilhões, mas estamos com nossas esteiras de negociações todas lotadas". Desse total, R$ 5 bilhões correspondem à meta para o Ceará, sendo que R$ 1,583 bilhão já foi injetado até o fim de junho. A expectativa é que seja realizada a aplicação de mais R$ 3,2 bilhões até o fim deste ano.

"Estamos no auge do FNE e querendo fortalecer ainda mais com um orçamento robusto. Estamos bastante confiantes de que vamos cumprir com esses orçamentos. Em julho, vamos aplicar mais R$ 4 bilhões (dos R$ 30 bilhões)", disse Rolim.

Acordo de cooperação

Ainda na ocasião, foi firmado entre Banco do Nordeste e Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração contrato de cooperação para a integração do Programa Rotas da Integração com o Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste.

Adiamento

Prevista para ontem, a assinatura de contrato entre o BNB e a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) para a ampliação de infraestrutura de saneamento nos municípios de Fortaleza, Maracanaú e Pacoti foi adiado. Ainda não há uma nova data para a assinatura.

Concursados

Com o prazo para convocação dos aprovados no concurso BNB expirado ontem, o Banco ainda espera até o fim deste mês para que a Secretaria de Governança e Controle das Estatais aprove a solicitação de ampliação do teto de colaboradores, de 7.020 para 7.317. Com isso, o BNB poderá convocar 297 dos 600 aprovados que aguardam para assumir o cargo de Analista Bancário.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.