DECISÃO DO CEARÁ EM ABRIL

Aneel aprova alta de 21,04% a Enel

01:00 · 14.03.2018

Fortaleza/Brasília. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um reajuste médio de 21,04% nas tarifas da Enel Distribuição Rio, antiga Ampla. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 19,94%, e para a baixa tensão, a alta será de 21,46%.

O reajuste diz respeito ao quarto ciclo de revisão tarifária da empresa, processo realizado de quatro em quatro anos com o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos. De acordo com o relator, diretor Tiago de Barros Correia, o custo com compra de energia teve peso de 3,42 pontos porcentuais no reajuste, e os encargos setoriais contribuíram com 2,23 pp. Os custos com transmissão tiveram peso de 2,93 pp, e os custos com distribuição tiveram participação de 8,86 pp.

Expectativa no Ceará

Previsto para 22 de abril, o reajuste do Ceará ainda não teve nenhum percentual revelado e, segundo afirma o presidente do Conselho de Consumidores da Enel Ceará, Erildo Pontes, deve continuar assim nas próximas semanas. "Nós tivemos uma reunião ordinária na última sexta-feira e convidamos um representante da Enel, mas ele nos disse que até o momento não há uma ideia de quanto deve ser pleiteado", afirmou. Ele afirma ainda que o cenário brasileiro está muito incerto, com ajustes altos demais, mas outros negativos que tornam imprevisíveis os resultados para o reajuste do Ceará.

Ele argumentou ainda que os elementos que compõem a tarifa de energia no Estado ainda não foram totalmente estudados, o que deve ser fechado a uma semana do anúncio pela Aneel.

Aperfeiçoamento

Na ocasião de anúncio do reajuste da Enel Rio, na manhã de ontem, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, voltou a defender uma discussão para aperfeiçoar o processo tarifário e o atendimento ao consumidor, diante do patamar elevado das tarifas visto no País.

"Temos que ter esse olhar para tarifa e ver de que forma caminhar para seguir melhorando a qualidade do serviço. Ainda estamos longe do padrão de qualidade que o consumidor gostaria, mas a tarifa não está tão módica. Esse é o grande desafio", afirmou o diretor-geral.

As novas tarifas no Rio de Janeiro vigoram a partir de quinta-feira, 15 de março. A concessionária de energia daquele estado atende 3,5 milhões de unidades consumidoras em 66 municípios, segundo informou a Agência Reguladora.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.