No ESTADO

156 cidades têm infraestrutura para fibra ótica

01:00 · 04.09.2018
Image-0-Artigo-2448443-1
Está em Consulta Pública no site da Anatel um plano de ações que visa reduzir a desigualdade digital entre as cidades brasileiras ( FOTO: JL ROSA )

A infraestrutura de transporte de alta capacidade para a prestação de serviços de telecomunicações com fibra ótica, o chamado backhaul de fibra ótica, está presente em 156 dos 184 municípios cearenses, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Apesar de 28 cidades não contarem com backhaul de fibra no Estado, em todas já foi reportado à Agência acesso com a tecnologia.

A ampliação das redes de transporte, com o fortalecimento da fibra ótica para municípios que não dispõem dessa infraestrutura e rádio de alta capacidade para municípios onde não é viável economicamente implantar fibra ótica, está entre as prioridades do Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações (Pert). As ações do plano foram tema de audiência pública realizada ontem (3) em Fortaleza.

O Pert é composto por um conjunto de ações a serem adotadas nos próximos 10 anos para que seja reduzida a desigualdade digital no País. Estão entre as prioridades a ampliação das redes de transporte, com fibra ótica para municípios que não dispõem dessa infraestrutura e rádio de alta capacidade para as cidades nas quais é inviável economicamente implementar a fibra ótica.

Outra ação considerada prioritária pela Anatel é a implantação de redes públicas essenciais, que são as redes de comunicação para serviços públicos como educação, pesquisa, saúde, segurança pública e defesa. "Na prática, esses projetos, considerados prioritários, poderão reduzir a desigualdade digital, pois uma parcela maior da população terá acesso aos serviços de banda larga", diz a Anatel, em nota.

De acordo com diagnóstico da agência reguladora, 14% da população brasileira vivem em mais de dois mil municípios que não contam com fibra ótica. O Pert está em Consulta Pública no site sistemas.Anatel.Gov.Br/SACP até o dia 8 de setembro e, após essa data, a área técnica da Anatel vai analisar as contribuições e enviar a proposta final do Plano ao Conselho Diretor da entidade para análise e aprovação. Entre as possíveis fontes de financiamento do projeto estão os recursos dos Termos de Ajustamento de Conduta (TAC).

Participaram da audiência na Capital cearense representantes da Claro, Brisanet, Tim e MOB Telecom.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.