IR no Ceará

146 mil ainda não prestaram contas

01:00 · 28.04.2018
Image-0-Artigo-2393818-1
Multa mínima para o contribuinte que não entregar declaração até dia 30 é de R$ 165,74, e a máxima é de 20% do imposto devido ( Foto: Saulo Roberto )

A três dias para o fim do prazo para os contribuintes prestarem conta com o Fisco, 146.200 mil cearenses ainda não declararam o Imposto de Renda (IR). Segundo dados da Receita Federal, repassados na última sexta-feira (27), às 18h, 77,1% já completaram os relatórios de ganhos do IR, representando uma parcela equivalente a 488.800 dos 635 mil pessoas que devem pagar o IR de acordo com o ano base de 2017, em 2018.

Para quem não ainda entregou, chegou a hora de correr para garantir a finalização do processo, a melhor restituição e evitar multas. O prazo final de entrega será o dia 30 de abril. Segundo dados da Receita, para o Brasil, até as 17h da sexta-feira (27), foram recebidas 22.595.406 de declarações. A expectativa é de que 28,8 milhões de contribuintes entreguem o documento, assim, ainda faltam 6,2 milhões de declarações.

A multa mínima para o contribuinte que não entregar até dia 30 é de R$ 165,74, e a máxima é de 20% do imposto devido. Segundo o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos, ainda dá para fazer a declaração com calma analisando qual o melhor tipo de declaração que será entregue, se a completa ou a simplificada.

"Declaração completa é a qual podem ser utilizadas todas as deduções legais, desde que comprovadas, é interessante geralmente para quem possui dependentes, altos gastos médicos, com educação e previdência privada. Já a declaração simplificada é a qual se utiliza o desconto de 20% dos rendimentos", disse o diretor da Confirp.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.