Denúncia contra Temer

Votação em plenário será no dia 2 de agosto

00:00 · 14.07.2017
Image-0-Artigo-2269495-1
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que a data saiu de acordo entre a base e a oposição ( AGÊNCIA CÂMARA )

Brasília. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou, ontem, que a votação da denúncia contra Michel Temer em plenário acontecerá no dia 2 de agosto. "É a melhor data. Foi um acordo entre a base e a oposição", disse.

Haverá 25 minutos para o defesa de Temer se manifestar e 25 minutos para o relator, Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que votou pela rejeição da denúncia.

A oposição, no entanto, espera que fatos novos, como a possibilidade de acordos de delação r parte do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do doleiro Lúcio Funaro, desgastem ainda mais o governo.

O governo começou a admitir a votação em agosto no início de ontem, após constatar que não conseguiria mobilizar o quórum necessário de 342 deputados para dar início à votação nos próximos dias, já que a oposição ameaçava obstruir a sessão e muitos deputados da base já estariam fora de Brasília por conta do recesso parlamentar.

LDO e recesso

Ontem, o Congresso aprovou a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2018, lei que serve de base para a elaboração do Orçamento de todo o poder público. Com a aprovação do texto, o Congresso entra automaticamente em recesso a partir de meia-noite da terça (18). Também foi aprovado um projeto de lei que autoriza crédito extra de R$ 102 milhões ao Ministério da Justiça para normalizar a emissão de passaportes. O texto segue para sanção presidencial.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.