Propaganda

PT: 'tentam impedir candidatura de Lula'

00:00 · 13.10.2017

Brasília. Em propaganda partidária centrada no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT defendeu que ele sofre perseguição política e que querem "impedir a sua candidatura em 2018".

No fim da peça audiovisual de dez minutos, Lula fala que "é hora de reconstruir nossa democracia elegendo diretamente um novo presidente".

"Nós, brasileiros, somos capazes e vamos dar a volta por cima, mas isso não se faz tirando direitos, cortando aposentadoria nem vendendo o país", diz.

Antes da fala do ex-presidente, a publicidade exalta programas criados nos governos petistas, como o Bolsa Família e o Mais Médicos, e diz que a gestão Temer é um "retrocesso" e "quem mais perdeu com o golpe são os brasileiros".

A narração cita cortes em programas sociais e em repasses para universidades. Diz que "querem até entregar a Amazônia".

Em determinado momento, mostram pão sumindo de uma mesa de refeição.

"Eles querem até tirar o seu direito de escolher um presidente, mas o povo não esquece que mudou de vida justamente durante os governos do PT", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente do partido. Em seguida, passa para a defesa de Lula, que é réu em sete ações penais.

Em uma montagem, seleciona falas de apresentadores e repórteres de telejornais citando o ex-presidente. Pessoas entrevistadas pela propaganda passam a defender argumentos também utilizados pelos advogados do ex-presidente, como o de que não há provas contra ele. "Você já viu alguma prova contra o Lula? Não. Eu também não vi", diz uma estudante identificada como Mariana Tripode.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.