Quebrou Tradição

Temer antecipa pronunciamento que faria no Dia do Trabalhador

Em seu discurso, Temer disse que autorizou o reajuste do Bolsa Família e que encaminhou o projeto do novo salário mínimo, que está previsto para ser de R$ 1.002

Temer também anunciou que renovou o programa Luz para Todos ( Foto: Agência Brasil )
18:46 · 30.04.2018 / atualizado às 19:06 por Agência Brasil

O pronunciamento que o presidente Michel Temer faria amanhã (1º), pelo Dia do Trabalho, foi antecipado para esta segunda-feira (30). O pronunciamento, que foi publicado pelo presidente no Twitter, será transmitido, em cadeia de rádio e televisão, às 20h30. A expectativa era de que Temer anunciasse o valor do reajuste para os beneficiários do Bolsa Família, porém o presidente apenas afirmou que autorizou o aumento. 

O último reajuste do programa foi em junho de 2016 no percentual de 12,5%. Ao tomar posse, no início de abril, o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, informou que o governo discutia conceder um reajuste maior do que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é de 2,95%.

É uma tradição que o presidente da República fale à nação no dia 1º de maio. Em seu último pronunciamento, por ocasião do Dia da Inconfidência, Temer defendeu seu governo e citou algumas de suas ações. Dentre elas, a redução dos juros básicos da economia e da inflação, e a proposta do governo de aumentar o salário mínimo para R$ 1.002. O presidente também fez críticas àqueles que, segundo ele, tentam “bater bumbo” pelo fracasso do País. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.