detido

Suspeito de ataque a Bolsonaro foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014

De acordo com esses registros, ele pediu desfiliação há quatro anos e não consta ter aderido a outra sigla

17:52 · 06.09.2018 / atualizado às 19:57 por Folhapress
suspeito de bolsonaro
PF vai instaurar inquérito para apurar a agressão ( Foto; Reprodução/Facebook )

Suspeito de ter esfaqueado Jair Bolsonaro (PSL), Adelio Bispo de Oliveira, 40, foi filiado ao PSOL de Uberaba (MG) de 2007 a 2014, segundo relação de filiados políticos do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

> Bolsonaro passa por cirurgia e médicos estabilizam estado de saúde
> Bolsonaro interrompe ato de campanha após ser esfaqueado, diz PM
> Temer diz que facada a Bolsonaro é 'lamentável para a democracia'
> Candidatos repudiam ataque contra Bolsonaro
> Filho de Bolsonaro diz que agressor queria matá-lo
 
Em sua página no Facebook ele tem várias postagens críticas a Bolsonaro. Há também fotos contrárias a Temer.

Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL, afirmou não ter conhecimento sobre a filiação, mas que ainda está se inteirando do assunto. O partido divulgou nota condenando o ataque a Bolsonaro.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.