Violência

Primo de Lula é baleado e morre no dia da prisão do petista

Sandoval Ferreira de Melo, 70, levou dois tiros ao reagir a um assalto em Garanhuns (PE)

11:47 · 08.04.2018 / atualizado às 11:52 por Folhapress
sandoval
Conhecido como Vavá, o primo de Lula foi caminhoneiro e corretor de veículos e terrenos. ( Reprodução )

Um primo de Luiz Inácio Lula da Silva foi baleado e morreu no sábado (7), dia em que o ex-presidente foi preso. Sandoval Ferreira de Melo, 70, levara dois tiros ao reagir a um assalto em Garanhuns (PE), na noite de sexta-feira (6).

Morreu em Caruaru, para onde fora transferido e passou por uma cirurgia. O hospital de Garanhuns estava sem cirurgião, conta Eraldo Ferreira dos Santos, primo de segundo grau de Lula e presidente do PT da cidade.

Melo era primo de primeiro grau de Lula, filho de Ananias, irmão de dona Lindu (Eurídice Ferreira de Melo, mãe do ex-presidente). Conhecido como Vavá, foi caminhoneiro e corretor de veículos e terrenos.

Segundo a Delegacia Seccional de Polícia Civil de Garanhuns, Melo estava em um bar próximo de sua casa, na avenida Santa Rosa, em Heliópolis, bairro de classe média, quando foi baleado. Lutou com um dos dois assaltantes, que queriam dinheiro e celulares dos clientes. Levou dois tiros no tórax.

Socorrido a princípio no hospital Dom Moura, em Garanhuns, foi transferido para o Hospital Regional do Agreste, em Caruaru, onde morreu.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.