Em SP

Oficial disse que em mais 30 ou 40 segundos teria retirado homem desaparecido de prédio que desabou

"Na hora que a gente estava terminando essa fase, o prédio acabou vindo abaixo, caíram seis ou sete andares sobre ele", lamentou o sargento

Segundo o oficial Diego, caíram seis ou sete andares sobre o homem, identificado como Ricardo ( Foto: Reprodução/TV Globo )
18:01 · 01.05.2018 / atualizado às 18:05 por Estadão Conteúdo

O sargento Diego, do Corpo de Bombeiros, trabalhou no resgate do homem que caiu no momento em que o prédio desabou no centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira, 1. O oficial disse que em mais 30 ou 40 segundos seria possível tirá-lo dali. Porém antes que o trabalho pudesse ser completado, o edifício desmoronou.

O sargento Diego relatou que o homem, identificado como Ricardo, estava se segurando em um cabo de aço do para-raio do prédio e gritava por socorro. "No 15º andar, da janela da cozinha do prédio vizinho, vi onde ele estava, pedi para ele ter calma", disse. Ele conta que, de onde estava, não tinha como tirar o homem de lá, então teve de buscar uma parte mais alta no edifício. "Entramos na parte superior e, com um machado, abrimos um buraco na parede", contou.

O sargento relata que lançou um cinto de resgate para o homem, que ele só conseguiu pegar na terceira tentativa. "Ele ficou tranquilo", disse o bombeiro. Ricardo foi orientado para amarrar o equipamento em si, passando pelos braços e pernas. "Na hora que a gente estava terminando essa fase, o prédio acabou vindo abaixo, caíram seis ou sete andares sobre ele. Tensionou a corda e estourou. Não daria 30, 40 segundos para finalizar o processo" disse Diego.

"A todo momento, tinha que falar alto, verbalizava e sinalizava com a lanterna", disse. "Ele estava bem calmo. Falava para ele confiar em mim, que a gente ia tirar ele de lá", completou o bombeiro.

Segundo o sargento, a temperatura no local estava bem alta. "Dá para estimar [uma temperatura] acima de 400ºC".

"Apesar da formação militar que temos, a gente fica chateado. A gente queria ter tirado aquela pessoa de lá", disse Diego, afirmando que "a equipe deu o melhor".

Clique aqui e assista ao vídeo que mostra o edifício desabando quando homem era resgatado pelos bombeiros.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.