Bruno Borges

Mãe de jovem do Acre acredita que retorno do filho foi um "milagre"

Bruno voltou para casa na última sexta-feira depois de quase cinco meses desaparecido

14:39 · 13.08.2017 / atualizado às 14:55
Bruno Borges
Mãe acredita que Bruno voltou porque sentiu as vibrações e os pedidos dela. ( Foto: Arquivo pessoal )

A empresária Denise Borges, mãe de Bruno Borges, acredita que a volta do filho foi um milagre concedido por Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Bruno, que estava desaparecido há quase cinco meses, retornou para casa na última sexta-feira (11). Segundo Denise, o filho não explicou onde estava. 'Pela aparência dele, parece que estava em alguma tribo, sítio ou chácara', revela a mãe. O delegado responsável pelo caso, Alcino Júnior, contou que a polícia não vê crime no sumiço de Bruno, mas o jovem vai ser ouvido na próxima semana. Com informações do G1.

Denise conta que estava em Aparecida, interior de São Paulo, orando pela volta do filho quando soube que Bruno estava em casa com o pai. "Vinha de joelho fazendo muita oração. Senti que tinha que ir em Aparecida, fui sozinha. Fiquei de joelho em frente a imagem e pedi para ela que se fosse para o bem de todos, que devolvesse meu filho. Assim como ela foi achada no rio por alguém, que ela também achasse meu filho. Ele disse que sentiu essa vibração e resolveu voltar. Lá em Aparecida, contei para o padre, que chorou, contei para as camareiras do hotel e todo mundo chorava. Acreditam muito nela e acham sim que foi um milagre, que ela tocou no coração dele", diz. No sábado (12), através do Facebook, a empresária agradeceu o apoio que recebeu e ressaltou que Bruno voltou porque sentiu as vibrações e os pedidos da mãe.

O caso

Bruno Borges desapareceu da casa onde mora em Rio Branco, no Acre, deixando em seu quarto 14 livros escritos à mão e criptografados e uma estátua do filósofo Giordano Bruno (1548-1600) que custou R$ 10 mil. A Polícia Civil investigou o caso e concluiu que o sumiço de Bruno foi parte de um plano para garantir a divulgação do trabalho deixado por ele.

O primeiro dos 14 livros de Borges entrou para a lista “não ficção” dos mais vendidos da semana, entre 24 e 30 do mês passado. A lista é do site PublishNews, construído a partir da soma das vendas de todas as livrarias pesquisadas. A segunda obra do jovem já tem data para lançamento, disse a editora ao G1.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.