Pesquisa eleitoral

"Imaginávamos uma queda de Bolsonaro na pesquisa", diz presidente do PDT

Carlos Lupi acreditava que o maior adversário de Ciro Gomes, em um cenário sem Lula, era o ex-governador de São Paulo, Alckmin

15:08 · 15.04.2018 por Estadão Conteudo
Jair
Ciro Gomes conta com 9% das intenções de voto, empatado com Geraldo Alckmin (PSDB) e com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. ( Foto: Apu Gomes / AFP )

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, disse estar satisfeito com o desempenho de Ciro Gomes, pré-candidato da legenda, na mais recente pesquisa Datafolha sobre a eleição presidencial 2018, publicada neste domingo (15). No cenário em que Lula não participaria da disputa, Ciro Gomes conta com 9% das intenções de voto, empatado com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa. "O resultado está bom. Está dentro do que a gente havia previsto. Agora é avançar", resumiu.

Lupi observa que, numa eleição pulverizada, onde vários partidos apresentam candidatos, já era esperado que, num primeiro momento o cenário ficasse um pouco indefinido. O presidente do PDT disse acreditar que, se Lula não estiver na disputa, boa parte dos votos do líder petista pode migrar para o candidato da sua legenda. Sobretudo no Nordeste.

LEIA MAIS

> Preso, Lula lidera intenções de voto com 31%; sem ele, Bolsonaro e Marina empatam

O presidente do PDT, no entanto, não escondeu sua preocupação com a persistência da intenção de votos de Bolsonaro. Ele afirmou que, num primeiro momento, acreditava que o maior adversário de Ciro (num cenário sem Lula) seria o ex-governador Alckmin. "Imaginávamos que haveria uma queda de Bolsonaro", disse. "Mas hoje eu não sei. Ele está conseguindo se manter. Seu eleitorado acredita que a solução da violência é a pena de morte. É algo muito preocupante."

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.