Votação

Grupos pró e contra impeachment de Crivella se manifestam na Câmara Municipal do Rio

Os Vereadores do Rio decidirão nesta quinta se admitem ou não a abertura do processo de impeachment contra Crivella. Ele é acusado de improbidade administrativa por beneficiar fiéis de sua igreja no SUS e com isenção de impostos

Em reunião fechada no Palácio da Cidade, na semana passada, Crivella ofereceu a líderes religiosos ajuda para obter cirurgias de catarata e varizes, pelo SUS, para fiéis ( Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil )
15:13 · 12.07.2018 por Estadão Conteúdo

Manifestantes pró e contra Marcelo Crivella (PRB) já estão dentro das galerias da Câmara Municipal para assistir a sessão de votação que decidirá a abertura ou não do processo de impeachment contra o prefeito do Rio. A sessão começou às 14h desta quinta-feira (12).

A Procuradoria da Câmara Municipal do Rio entendeu que é preciso apenas maioria simples de vereadores (26 dos 51) para aprovar projeto sobre impeachment do prefeito. Havia dúvida sobre o número de votos para aprovar o projeto. Inicialmente, vereadores avaliavam que seriam necessários 34 apoios (dois terços do total).

Em reunião fechada no Palácio da Cidade, na semana passada, Crivella ofereceu a líderes religiosos ajuda para obter cirurgias de catarata e varizes, pelo SUS, para fiéis. O prefeito também acenou com a possibilidade de ajuda a pastores com problemas para obter a isenção legal de pagamento de IPTU para seus templos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.