eleições 2018

Em reunião com advogados, Lula avalia que facada em Bolsonaro não é determinante

o ex-presidente teria concordado com a avaliação de que Bolsonaro cresceu na preferência do eleitorado, mas que esse movimento já arrefeceu

14:33 · 10.09.2018 por Folhapress
lula
Se o STF não decidir até a terça-feira (11), Lula apresentará no mesmo dia uma carta em favor da candidatura de Haddad ( Foto: AGPT )

Reunido com advogados na manhã desta segunda-feira (10), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avaliou que a facada sofrida pelo deputado Jair Bolsonaro (PSL) não é determinante para o resultado de 7 de outubro.

Após receber relatórios sobre o impacto eleitoral do ataque ao capitão reformado, o ex-presidente teria concordado com a avaliação de que Bolsonaro cresceu na preferência do eleitorado, mas que esse movimento já arrefeceu.

Ainda segundo os que participaram do encontro, Lula considera que essa exposição de Bolsonaro tende a reduzir nos próximos dias.

O ex-presidente ainda espera que o STF (Supremo Tribunal Federal) estenda para dia 17 o prazo para substituição de seu nome pelo o do ex-prefeito Fernando Haddad na disputa presidencial.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.