Protesto

Designer cria camisa vermelha da seleção brasileira para torcedores de esquerda

No lado direito, o item traz uma foice e um martelo, marca do comunismo, e, no esquerdo, o escudo da antiga Confederação Brasileira de Desporto

10:57 · 11.04.2018
camisa
Segundo a criadora da camisa, item custará de R$ 40 a R$ 45, mas ainda não começou a ser vendido ( Foto: Reprodução Facebook )

Em meio à grande polarização vivida pelo Brasil na atualidade, até mesmo a tradicional camisa da seleção brasileira de futebol virou motivo de debate político, tendo em vista que foi bastante utilizada por manifestantes favoráveis ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, entre 2015 e 2016. Incomodada com a relação, uma designer de Uberlândia (MG) decidiu criar uma versão vermelha da camisa para que os 'torcedores de esquerda' possam acompananhar a Copa do Mundo de 2018. Segundo ela, o item é destinado às pessoas que "têm medo de serem confundidos com pato paneleiro”.

Em uma postagem que acabou removida do Facebook por violar os termos de uso da rede social, a designer Luisa Cardoso, criadora da camisa, diz que o item será vendido por R$ 40 e R$ 45 (a versão com o nome nas costas possui um custo adicional). Ela ainda não informou quando o item será efetivamente posto à venda, mas, em seu perfil pessoal, muitas pessoas já mostraram interesse em adquirir o produto para a Copa.

A designer também garantiu, em entrevista ao Uol, que não pretende lucrar com a iniciativa, mas oferecer uma "opção crítica" aos torcedores de esqueda. “Como a camiseta da seleção virou um símbolo da direita, a gente quis oferecer uma opção critica. É o mesmo modelo, mas na cor vermelha, para mostrar um contraponto. É a mesma seleção, mas mostra o outro lado do Brasil, o lado da esquerda", disse.

O modelo

Divulgada nas redes sociais, a camisa vermelha criada por Luisa traz uma foice e um martelo, marca tradicional dos movimentos comunistas, no lado direito. Do lado esquerdo do item, onde ficaria o escudo da Confederação Brasileira de Futebol, a designer utiliza o símbolo da antiga Confederação Brasileira de Desporto (CBD), que deixou de existir para dar lugar à CBF.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.