Condenado grupo acusado de fazer baile funk para PCC - Nacional - Diário do Nordeste

Condenado grupo acusado de fazer baile funk para PCC

19:49 · 01.04.2009 por Agência Estado

Cinco pessoas foram condenadas ontem na Justiça de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, a até 11 anos e nove meses de prisão, sob acusação de promoverem uma festa funk em Mirassol, interior do Estado, em março do ano passado, para arrecadar dinheiro para o Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa que age dentro e fora dos presídios. A festa foi descoberta pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelas polícias Civil e Militar, que deflagraram uma operação em que várias pessoas foram presas e denunciadas à Justiça por incitação ao crime.

O baile funk "foi promovido na Estância Pérola, uma chácara localizada às margens da Rodovia Washington Luís, em Mirassol. Conforme as investigações, o baile tinha o objetivo de arrecadar fundos para a organização criminosa. Segundo o Ministério Público, na sentença proferida ontem o juiz da 5ª Vara Criminal de São José do Rio Preto condenou Rodrigo do Nascimento, Davi Curti, Gisele Miller Camargo e Michele Aparecida dos Anjos Santos Moraes - todos por tráfico de entorpecentes, incitação à prática de crime, apologia de fato criminoso e formação de quadrilha - todos já estavam presos e não poderão recorrer em liberdade. Completa a lista Maria Curti, que recebeu pena menor, de 2 anos e 2 meses de reclusão, por formação de quadrilha. As informações foram divulgadas por meio do site do Ministério Público de São Paulo.