São Paulo

Bolsonaro volta ao centro cirúrgico para operação de emergência

Segundo fontes, ele está sendo submetido a um novo procedimento para correção de aderências entre as alças intestinais

22:45 · 12.09.2018 / atualizado às 23:15 por Estadão Conteúdo/Folhapress
Bolsonaro
Abdome do candidato Jair Bolsonaro (PSL), com suturas após cirurgia ( Facebook/Magno Malta )

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) voltou agora à noite para o centro cirúrgico do hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde passa por um procedimento que não estava previsto. Segundo fontes, ele está sendo submetido a uma nova cirurgia para correção de aderências entre as alças intestinais. 

Durante a tarde desta quarta-feira (12), Bolsonaro teve náuseas e distensão abdominal. O paciente passou por uma tomografia, que apontou a obstrução.

No boletim da manhã, os médicos informaram a suspensão da alimentação oral por causa do surgimento da distensão abdominal (inchaço do abdômen provocado por ar e que é consequência da redução do movimento do intestino). Desde então, ele vinha recebendo alimentação pela veia. 

O presidenciável foi operado na última quinta-feira (6) na Santa Casa de Juiz de Fora (MG), após ter sido atingido por uma facada durante ato de campanha na cidade.

Confirmação

A informação foi confirmada à reportagem pelo presidente da UDR (União Democrática Ruralista), Nabhan Garcia, que é amigo e apoiador de Bolsonaro e está no hospital com o deputado.

"Tecnicamente não sei o por quê, mas ele teve de ser submetido a uma cirurgia porque não passou bem ontem [terça-feira, 11] e nem hoje [quarta]", disse Garcia. "Ele está em cirurgia agora, foi submetido há pouquíssimo tempo a essa cirurgia."

A cirurgia é emergencial e está sendo conduzida pelo médico Antônio Macedo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.