SÉRIE DE ASSASSINATOS

Belém e cidade vizinha têm 12 mortos em 5 horas

As mortes ocorrem na sequência de dois assassinatos de PMs, um no domingo (8) e outro na manhã de segunda

23:00 · 10.04.2018 por Folhapress

Doze pessoas foram assassinadas em cinco horas, entre a tarde e o início da noite de segunda-feira (9), em Belém e região metropolitana, confirmou a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup).

A maioria das vítimas eram homens, entre 18 e 30 anos. A série de assassinatos começou no município de Ananindeua, na Grande Belém, por volta das 14h. Só no bairro do Distrito Industrial, foram quatro assassinatos, seguido por outros três no bairro do 40 Horas, também em Ananindeua.

> Tentativa de fuga termina em tiroteio e deixa mais de 20 mortos em presídio do Pará

Houve mortes ainda em Belém, nos bairros do Tapanã, Satélite e Cremação.

Na noite de segunda, a Segup anunciou a instalação de gabinete especial de situação, com comandos das Polícias Civil e Militar, para o policiamento, que será reforçado com 430 agentes.

As mortes ocorrem na sequência de dois assassinatos de PMs, um no domingo (8) e outro na manhã de segunda. Ambos estavam de folga.

Com as mortes, segundo a secretaria, sobe para 16 o número de policiais assassinados em Belém e região metropolitana em 2018 – três estavam na reserva.

Há suspeita de reação de milícias após as mortes dos PMs, para o deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL), autor da CPI estadual que apurou a atuação de milícias em Belém.

Para a OAB-PA, é preciso cautela para analisar as motivações dos crimes.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.