Sítio em SP

Moro: ação contra Lula tem 'outras provas'

00:00 · 27.04.2018

São Paulo. O juiz federal Sérgio Moro negou, ontem, pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Lula (condenado e preso na Operação Lava-Jato) e decidiu manter em Curitiba o processo sobre o sítio em Atibaia (SP), em que o petista é réu por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Moro afirmou que a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal de retirar as menções feitas ao ex-presidente por executivos da Odebrecht do processo não traz "ordem expressa" para que os autos sejam enviados para São Paulo. Em despacho assinado ontem, o magistrado determinou o prosseguimento da ação na 13.ª Vara Federal, em Curitiba.

"A presente investigação penal iniciou-se muito antes da disponibilização a este Juízo dos termos de depoimentos dos executivos da Odebrecht em acordos de colaboração, que ela tem por base outras provas além dos referidos depoimentos, apenas posteriormente incorporados, e envolve também outros fatos, como as reformas no mesmo sítio supostamente custeadas pelo grupo OAS e por José Carlos Costa Marques Bumlai", afirmou o juiz responsável pelas ações da Lava-Jato na primeira instância.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.