Em frente à Escola

Mãe PM que matou ladrão é exaltada

A cabo Katia Sastre recebeu elogios do governador paulista (d); ele tuitou: "sua coragem e precisão salvaram mães e crianças na porta de uma escola" ( Foto: Governador de São Paulo )
00:00 · 14.05.2018

São Paulo. O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), fez uma homenagem a cabo Katia da Silva Sastre, de 42 anos, que matou um ladrão na porta de uma escola, em Suzano (Grande SP), no sábado (12).

França entregou flores à policial militar, ontem.

"A homenagem é feita porque é Dia das Mães, e ela é mãe", disse o governador. "Ela foi a uma festa para comemorar a data e aconteceu uma situação dessas. Ela agiu tão precisamente, tão perfeitamente, que a gente resolveu homenageá-la".

"Claro, o rapaz morreu, não é o ideal. A gente gostaria que as pessoas não morressem", disse França. A ocorrência se deu por volta das 8h. Mães e crianças pequenas aguardavam a abertura dos portões da escola particular Ferreira Master, que sediaria uma festa de Dia das Mães, quando foram abordadas por um rapaz com um revólver calibre 38, que anunciou o roubo. Enquanto ele revistava um funcionário da escola, a policial sacou sua pistola e o atingiu com tiros no peito e na perna. O homem, então, caiu de costas na rua, soltando sua arma na sequência. A policial foi até ele, virando-o de bruços com o pé e rendendo-o até a chegada de socorro médico e apoio policial.

Segundo o marido da cabo, o tenente André Alves, a arma do suspeito disparou uma vez, mas não se sabe se antes ou depois de Katia atirar. "O primeiro tiro ricocheteou e se perdeu. Na segunda tentativa de disparo dele, a arma travou. Ainda bem que ela foi mais rápida do que ele, porque quando o bandido descobre que se trata de um policial, ele atira para matar", disse.

O tenente conta que Katia trabalha há 20 anos na polícia. Segundo ele, a mulher está bem. "Ela está tranquila e sabe que agiu de forma correta. Tudo acabou bem. Seria um risco se ele a tivesse revistado antes e descobrisse que ela é policial", afirma.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.