Noruega

Investigada propina em contrato com a Petrobras

00:00 · 02.05.2018

Genebra. Três anos depois de abrir investigações, a Procuradoria-Geral da Noruega fecha o cerco contra uma empresa e um executivo do país em razão de suposto esquema de corrupção envolvendo a Petrobras.

Os implicados são a Sevan Drilling e seu executivo Jan Erik Tveteraas, num processo que caminha para sua conclusão.

Documentos do Tribunal Federal da Suíça obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo revelam que as suspeitas são de que empresas norueguesas teriam pago, entre 2007 e 2011, US$ 14 milhões em "honorários" a operadores que, em parte, transferiram o dinheiro para contas na Suíça. A esperança da procuradoria é de que, com as informações da Suíça, o caso possa ser concluído e que ele vá para a Corte antes de meados do ano.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.