alvará de soltura

Ex-ministro Henrique Alves terá de ficar em casa

00:00 · 05.05.2018

Brasília. O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, expediu na tarde de sexta-feira o alvará de soltura para o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB).

Com isso, o ex-ministro, solto, passa a cumprir prisão domiciliar em sua residência em Natal, Rio Grande do Norte.

Vallisney cumpriu ordem do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). No dia anterior, o desembargador federal Ney Bello, do TRF-1, havia concedido habeas corpus soltando Henrique Alves, sob o argumento de que sua prisão preventiva já ultrapassava os 300 dias sem que o julgamento de seus processos tenha chegado ao fim.

Alves é acusado de receber propina da Carioca Engenharia em uma conta na Suíça. Sua defesa nega as acusações, dizendo que o emedebista não movimentava a conta. O caso corre na Justiça Federal do DF. Ele também responde a uma ação penal no Rio Grande do Norte, sob suspeita de receber propina de outras empreiteiras. Neste caso, a Justiça determinou sua prisão domiciliar.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.