USP

Estudo: vírus da zika é eficaz contra o câncer

00:00 · 27.04.2018 / atualizado às 00:57

São Paulo. Um estudo de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) mostrou que a zika é capaz de infectar e matar as células de tumores cerebrais com grande eficácia, sem causar danos às saudáveis. Segundo os autores, os mesmos mecanismos que dão ao vírus a capacidade de causar problemas neurológicos graves, como a microcefalia, também permitem que ele ataque seletivamente as células de câncer no cérebro.

Realizada por cientistas do Centro de Estudos do Genoma Humano e Células-Tronco da USP, a pesquisa teve seus resultados publicados na revista científica "Cancer Research", da Associação Americana para a Pesquisa do Câncer.

Para realizar a pesquisa, os cientistas infectaram com zika células humanas derivadas de dois tipos de tumores cerebrais que afetam especialmente crianças de até 5 anos: meduloblastoma e tumor teratóide rabdóico atípico. O estudo mostrou que, depois de atacar as células-tronco tumorais, o vírus da zika não consegue se reproduzir com eficiência - o que evitaria que os pacientes tratados contra o câncer ficassem doentes com a infecção viral. Ainda falta realizar ensaios clínicos em humanos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.