decisão

Tupi tem semana difícil e terá importantes ausências

"É um momento de passar toda a parte motivacional para cima, para que todos acreditem", disse o treinador Ailton Ferraz. O técnico acredita que o time possa fazer três gols no Fortaleza ( Foto: divulgação/Tupi )
00:00 · 22.09.2017

O Tupi se prepara para enfrentar o Fortaleza, sábado (23), às 20h30, com diversas dúvidas e precisando reverter a larga vantagem de 2 a 0 obtida pelo Tricolor em solo cearense.

Além da desvantagem no duelo e do desfalque em virtude do terceiro cartão amarelo do meio-campista Diego Luís - forte nas bolas paradas - o técnico Ailton Ferraz ganhou problemas clínicos no transcorrer da semana. O zagueiro Edmário (dores nas regiões do púbis) e o atacante Rafael Teixeira (dores na lombar) são dúvidas para o jogo derradeiro. Caso Rafael e Edmário não entrem em campo, Patrick e Ítalo serão os substitutos.

Em entrevista à imprensa mineira, o técnico do Galo Carijó projetou como deve ser a postura dos seus comandados frente a boa vantagem conquistada pelo Leão. "É um momento de passar toda a parte motivacional para cima, para que todos acreditem. Assim como o Fortaleza fez dois gols no segundo tempo, podemos fazer no primeiro ou até mesmo na etapa final. O importante é a equipe não se desorganizar. Vamos atacar forte, mas defender mais ainda, porque eles vão explorar os contra-ataques e têm um time de transição rápida", comentou.

O treinador ainda abordou a dúvida que ronda a escalação ou não do atacante Rafael Teixeira. "O Rafa é o cara que prende a bola, disputa na cabeça, tem força física. Estamos aguardando, fazendo o tratamento. É uma pena, não é uma coisa simples, está tratando faz tempo as dores lombares. Mas ele é um guerreiro e estamos aguardando", disse.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.