cumbuco

Superkite Brasil: chegou a hora de fazer bonito

Após fase classificatória, principais nomes do kitesurfe entram no mar do Cumbuco para etapa brasileira do World KiteBoarding League

Fase realizada nessa quarta contou com a participação de 14 atletas ( Foto: Natinho Rodrigues )
00:00 · 07.12.2017 / atualizado às 09:17 · 08.12.2017

Após um dia (quarta-feira, 6) de competições na categoria intermediária, chegou a hora dos principais nomes do kitesurfe mundial entrarem no mar do Cumbuco, no Ceará, para disputarem o Superkite Brasil, a última etapa do World KiteBoarding League, a principal competição da modalidade. Dentre as estrelas do torneio, o cearense Carlos Mário, conhecido como "Bebê" se destaca e é um dos principais candidatos ao título.

Atual bicampeão mundial e número um do ranking profissional masculino, Carlos Mário precisa apenas de uma 4ª colocação, em meio a 36 competidores, para conquistar novamente o campeonato de kitesurfe. O atleta, que descobriu o esporte através de um projeto social no próprio Cumbuco, destaca a importância do evento para a sua carreira.

"Isso pra gente é uma alegria enorme e vai fazer com que a gente dê o nosso melhor para ser campeão em casa. É isso que pretendo ser. O Ceará é o Havaí do Brasil, então é certeza ter vento todo dia para o campeonato ser uma maravilha", afirmou.

Hoje, o evento começa a partir das 11 horas. A competição acontece na faixa litorânea do Hotel Duro Beach, no Cumbuco.

Ceará em destaque

A expectativa da organização do evento, nas palavras do CEO e cofundador da liga mundial de kitesurfe, Danny Galiart, é terminar o circuito no Ceará, depois de passar por França, Holanda, Turquia e Egito, de forma especial. "O campeonato lá foi muito bom, com boas condições, bons ventos, mas tem algo especial acontecendo aqui no Cumbuco. Podemos acabar coroando o campeão do mundo aqui no Ceará e isso é algo único", destacou.

Preliminar

O Superkite Brasil contou com uma fase extra nessa quarta (6), em que 14 atletas - dez homens e quatro mulheres - tiveram a oportunidade de competir em uma classificatória, buscando uma vaga na etapa mundial. No masculino, a vaga ficou com o brasileiro Erick Anderson, enquanto Dioneia Vieira agarrou a oportunidade no feminino.

"Esse é um momento muito importante porque não temos patrocínio e desta vez estamos sendo vistos. Os nossos atletas precisam desse reconhecimento", comenta Dioneia Vieira, competidora local que garantiu a vaga na etapa brasileira do mundial da modalidade.

O dia marcou também a abertura oficial da competição, que é organizada pela Prefeitura de Caucaia, o Governo do Estado do Ceará e o Sistema Verdes Mares. Na ocasião, uma apresentação do grupo 'Bumba meu Boi', da banda municipal caucaiense e do acordeonista Adauto Filho, realizaram um tributo ao mestre Luiz Gonzaga.

Segundo o Secretário de Turismo e Cultura de Caucaia, Paulo Guerra, o objetivo das atrações e do próprio evento é firmar o Ceará como palco fixo da World KiteBoarding League. "Nós queremos que esse evento volte todos os anos. Queremos que, na última etapa, todo mundo já saiba, que depois de todos os países da Europa, o calendário mundial vai ser no Ceará", disse.

Nas primeiras baterias, os três primeiros colocados no ranking mundial estarão competindo lado a lado. No masculino, Carlos 'Bebê' Mário é o líder, com 2.538 pontos. Atrás, aparecem o espanhol Liam Whaley (2.368) e o também brasileiro Set Teixeira (2.078).

No feminino, que também tem disputa iniciada hoje, com 3.000 pontos, a paulista Bruna Kajiya lidera a categoria, seguida por Annabel van Westerop, de Aruba, com 2.520 pontos, e pela italiana Francesca Bagnoli, com 2.390.

Na competição, os dois primeiros colocados de cada categoria avançam direto para a terceira bateria, voltando a competir somente na sexta-feira, ganhando um dia a mais de descanso. (Por Alexandre Mota)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.