rosier alexandre

Sonho não acabou

Cearense volta ao Nepal para tentar conquistar o cume da montanha mais alta do mundo, Everest, com 8.848m de altitude

22:00 · 21.03.2015 / atualizado às 00:00 · 22.03.2015
Image-0-Artigo-1819719-1
Alpinista cearense, da cidade de Monsenhor Tabosa, não desistiu do sonho de alcançar o cimo do monte Everest, a montanha mais alta do planeta, com seus 8.848m de altitude. Mas não desdenha dos riscos para cumprir tal desafio
Image-0-Artigo-1819803-1
Moradanovense Rosier registrará a subida ao monte Everest desde a caminhada de aproximação, dia 4/04

O cearense Rosier Alexandre está prestes a concluir o desafio que se impôs com o projeto Sete Cumes: escalar as sete montanhas mais altas do mundo. Seis delas já foram superadas: Aconcágua, na América do Sul; Kilimanjaro, na África; Elbrus, na Europa; Carstensz, na Oceania; McKinley, na América do Norte; e Vinson, na Antártica.

Mas a última, o Everest - situada na cordilheira do Himalaia, fronteira entre China e Nepal -, segue imbatível. No ano passado, devido a uma avalanche que causou a morte de 16 pessoas, Rosier viu a primeira tentativa frustrada. Mas neste ano reaviva o sonho de vencer o Everest.

"Eu tenho muitos sonhos, mas este é o número um e estou 100% focado nele. Venho me preparando com muita dedicação e disciplina para esta segunda expedição ao Everest. Quero muito realizá-la, mas com segurança. No ano passado não havia condições de continuar", explicou Rosier, numa entrevista à TV DN, segunda-feira, 16/03.

"Não consigo imaginar como seria não voltar ao Everest. Não entendo que se possa viver plenamente deixando um grande sonho de lado. Minha família fica apreensiva, e não podia ser diferente, já que o risco envolvido é bem alto, mas todos confiam em mim", reforçou.

A consciência dos riscos dessa nova empreitada, o alpinista cearense tem de sobra. Mas ele ressalta que a preparação para este retorno foi intensa.

"Estamos voltando ao Everest depois de bom planejamento que incluiu 10 meses fortalecendo a preparação física e técnica. E esperamos que neste ano o clima contribua para não atrapalhar a nossa escalada".

Melhor época

Rosier lembrou que, no ano passado, foi neste mesmo período que tentou escalar o Everest, entre os meses de abril e maio, período menos perigoso.

"Quando chega o fim de maio até os próprios sherpas, guias locais, que dão toda a infraestrutura e suporte aos grupos de escaladores, se prepararam pois, segundo a crença deles, todo mundo deve descer a montanha".

A partir de junho, explica Rosier, "há a mudança de estação, começa a cair muita neve, avalanches imensas, enfim, o risco é muito grande, então, ninguém quer estar na montanha depois do dia 27/05, estourando no dia 30 todos têm que ter saído".

Programação

Segundo Rosier, a viagem para o Nepal será dia 29/03. E no dia 4/04 começa a caminhada de aproximação da montanha. A chegada ao cume do Everest, se as condições climáticas ajudarem, está prevista para o período de 20 a 25/05. "No máximo até 27/05 devemos ter cumprido e realizado o sonho de vencer o Everest", concluiu o alpinista.

Escalada será mostrada aos internautas passo a passo

Um detalhe nesta segunda tentativa do alpinista Rosier Alexandre de escalar o monte Everest é que os leitores do Diário do Nordeste - impresso e on line -, poderão acompanhar, passo a passo, a empreitada do cearense.

"Este é um lado bom, gostoso, graças à tecnologia moderna. Como tenho internet por satélite, mandarei áudios e vídeos com uma certa regularidade. Há uma instabilidade climática que compromete o sinal do satélite, mas de uma certa forma teremos o sinal e vamos mandar os vídeos. E o pessoal que nos acompanha na TV DN, e aí vai o cearense, nordestino, brasileiro, enfim, em qualquer lugar da Terra você encontra este meio de acompanhar nossa expedição praticamente em tempo real".

E ele prosseguiu: "então todos poderão saber onde é que está o Rosier. A que altitude? Como está a expedição? Está atrasada? Cumprindo o cronograma? Será que utilizará os setes dias extras para chegar ao cume da montanha? Ou seja, os leitores e internautas poderão acompanhar a nossa escalada ao monte Everest neste ano".

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.