Sem o aconchego - Jogada - Diário do Nordeste

estadual 2017

Sem o aconchego

A cinco dias do início do Campeonato Cearense, futebol local ainda está à espera de estádios aprovados para os jogos

00:00 · 10.01.2017 por Ivan Bezerra - Repórter
DSA
PV, o xodó do torcedor cearense, não deve ser utilizado nas primeiras rodadas ( Foto: JL Rosa )

Desde os estádios mais modernos, como a Arena Castelão, até os mais simples, nenhum deles amanhece hoje com laudos técnicos que os aprovem para a realização do Campeonato Cearense de 2017, que começará no próximo sábado.

Como diz o diretor de patrimônio e Gestão de Estádios da FCF - Federação Cearense de Futebol - Josimar de Carvalho, não é que nenhum deles esteja para cair, porém, todos estão com os laudos vencidos e só podem ser liberados, quando passarem no pente fino da vistoria do Ministério Público e dos órgãos competentes para a sua liberação.

Exigências básicas

Basicamente, os estádios de futebol precisam ter laudos aprovados em quatro itens: Laudo de segurança, que é feito pelo Batalhão de Policiamento de Eventos, especializado nesse quesito; Laudo de prevenção de combate a incêndio, inspecionado e preparado pelo corpo de bombeiros; Laudos de Vigilância Sanitária e Laudo do CREA/CE- Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará, que emite documento elaborado por um engenheiro especialista.

Depois de cumprir essas exigências básicas, os estádios passam a ser analisados em outros quesitos e a partir de 10 mil pagantes de capacidade, são cobrados outros itens, como uma ambulância a mais durante os jogos e um gerador de energia.

Acrescentem-se a isso, as exigências a portaria do Ministério dos Esportes, de outubro de 2016, a qual deixa o PV, o xodó da torcida cearense, em situação difícil.

A nova portaria coloca o PV contra a parede, em três exigências: pede a setorização, a sonorização e a instalação de corrimãos. Para que o torcedor entenda, em linguagem mais simples seria o seguinte: a setorização é instalar divisórias entre as torcidas, de modo que, quem estiver de trás das traves, não possa caminhar para os lados e se confrontar com outras torcidas adversárias; A sonorização é basicamente um sistema de som para dar avisos emergenciais para a torcida e os corrimãos nas arquibancadas servirão para amparar os presentes, de modo especial, idosos.

O novo secretário de esportes do município, Ricardo Souza, disse que irá reunir a imprensa em breve, para falar de como andam as providências para reabrir o estádio para os jogos.

Quatro estádios

O gerente de competições da FCF, Júlio Manso, trabalha para realizar as seis primeiras rodadas do Estadual, em quatro estádios: Castelão, Domingão, Romeirão e Junco.

Os dois primeiros podem ser liberados nesta terça-feira. "Nós não mandamos nos estádios, apenas recomendamos as mudanças para a provação", disse Josimar de Carvalho.

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.