fortaleza

Para deslanchar

Tricolor apresenta atacante Douglas Coutinho, que já deve estrear contra o Atlético e construir nova história

00:00 · 13.07.2018
Image-0-Artigo-2426360-1
Atacante Douglas Coutinho tanto atua pelas beiradas do campo, como centralizado, dependendo da necessidade que o técnico Rogério Ceni terá, para incluí-lo na partida contra o Atlético Goianiense e nas demais ( FOTO: KID JÚNIOR )

No maior rival, o Ceará Sporting, o atacante revelado pelo Atlético Paranaense marcou apenas quatro gols em 21 jogos na temporada de 2018, entretanto, na sua nova casa, o Fortaleza, Douglas Coutinho Gomes de Souza, de 24 anos, apresentado ontem à tarde, é todo animação e disposição para realizar no novo clube, o que não conseguiu no anterior, na Série A.

Numa palavra, ele quer deslanchar e construir uma história mais vitoriosa do que quando passou por Cruzeiro, Atlético/PR, Braga/POR e Ceará, as agremiações por onde ele passou, antes de chegar no Fortaleza.

O presidente do Leão, Marcelo Paz, fez a carta de apresentação do jogador, na sala de imprensa Betinho Studart: "Ano passado eu estava assistindo à Taça Libertadores da América, quando jogavam Atlético Paranaense e Universidade Católica. Ele pegou a bola do meio de campo, carregou até o final e fez o gol. Eu não conhecia o jogador, ainda, e me impressionou a arrancada dele, a força, frieza em fazer o gol e fiquei acompanhando. Quando ele veio para o Ceará esse ano, eu fiquei surpreso, positivamente, pois foi uma contratação muito boa", elogiou o presidente do Tricolor.

Um dia

O presidente informou que, ao tomar conhecimento de que Douglas Coutinho havia rescindido contrato com o Ceará, apressou-se em contratá-lo, devidamente apoiado pelo técnico Rogério Ceni, que viu qualidades no jogador. Sendo assim, Douglas ficou apenas um dia sem clube, visto que, seria devolvido ao Atlético/PR. O jogador foi muito bem recebido no CT Ribamar Bezerra, e todos foram cumprimentá-lo, de forma natural, criando um ambiente favorável para que o futebol dele floresça durante a Série B.

O dirigente acrescentou que sentiu em Douglas Coutinho e nos seus agentes, um grande interesse em defender o Fortaleza. Junto aos torcedores, a aceitação cresceu nas mídias sociais, de acordo com o presidente.

Atmosfera

O próprio jogador testemunhou que encontrou uma atmosfera bastante favorável à sua presença, deixando-o à vontade. A todo momento, na entrevista coletiva, as perguntas procuravam fazer um paralelo da passagem dele pelo Ceará e a sua chegada ao Fortaleza. O atleta fugiu dessa polêmica, procurando dizer que sempre foi grato aos clubes por onde passou, embora sejam poucos até o momento."Eu estava sendo devolvido Atlético e já agradeci ao presidente Marcelo Paz umas três vezes a confiança em mim depositada e não haveria outro lugar onde eu quisesse estar para mostrar o meu futebol. No Ceará, eu não tive uma sequência de jogos. Não quero colocar a culpa em ninguém pelo meu desempenho. Mesmo sendo considerado que estava mal, ainda fiz quatro gols, o mesmo número dos outros atacantes, com exceção do Arthur", disse o atleta.

A intenção é colocá-lo em campo amanhã, às 16 horas na Arena Castelão, contra o Atlético Goianiense, pela 15ª rodada da Série B. Se estiver regularizado hoje, ele vai a campo, não se sabe se iniciando ou aguardando o decorrer da partida.

A té o final de semana, o Fortaleza poderá anunciar novos reforços, como Ederson, do Atlético Paranaense e Rafael Gampola, do Joinville, mas a diretoria não confirmou nada.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.