Sul-Americana

São Paulo enfrenta o Rosario Central e tenta evitar repetir traumas de 2017

No Morumbi, as duas equipes definem quem avança depois de um empate sem gols na Argentina

São Paulo enfrenta o Rosario Central e tenta evitar repetir traumas de 2017 ( Foto: Divulgação )
10:16 · 09.05.2018 por Estadão Conteúdo

Se cair nesta quarta-feira diante do Rosario Central, às 21h45, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela primeira fase da Copa Sul-Americana, o São Paulo repetirá o traumático roteiro de eliminações da temporada passada, em que deixou em sequência o Campeonato Paulista na semifinal, a Copa do Brasil na quarta fase e o torneio continental sem avançar da primeira etapa. As equipes definem quem avança depois de um empate sem gols na Argentina.

No ano passado, as quedas diante do Corinthians, Cruzeiro e Defensa y Justicia acabaram aumentando a pressão sobre o técnico Rogério Ceni, que foi demitido também em função do mau início no Brasileirão. Nesta quarta-feira, quem está à prova é o uruguaio Diego Aguirre, que encontrou um São Paulo cambaleante indo para o mata-mata do Estadual e teve pouco tempo para tentar acertar o time e evitar os tropeços diante de Corinthians, no Paulistão, e Atlético Paranaense, na Copa do Brasil.

Mas há otimismo em relação ao duelo contra o Rosario Central. O time teve uma boa exibição fora de casa e, com um jogador a menos, segurou o empate. Um resultado que foi bem avaliado internamente. Agora em casa, a equipe se apoia na força da torcida e nos bons resultados recentes no estádio do Morumbi - apenas uma derrota no ano.

“Não podemos errar mais, como infelizmente aconteceu nas últimas partidas”, avaliou o zagueiro Anderson Martins. “Vamos buscar a classificação com o incentivo do nosso torcedor. Será um jogo difícil e que requer muita atenção. Se não sofremos gol, já será um grande passo para consolidar a vaga”.

O São Paulo entrará em campo com pelo menos dois desfalques garantidos: o meia-atacante Everton, por não estar inscrito nesta fase do torneio, e o zagueiro Rodrigo Caio, suspenso.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.