Liga das Nações

Renan espera que seleção masculina repita vitórias na Bulgária e encaminhe vaga

Em segundo colocado com 23 pontos, a seleção venceu oito jogos e perdeu apenas um

17:58 · 14.06.2018 por Estadão Conteudo
renan volei
Técnico quer repetir feitos do ano passado, quando a seleção venceu as 3 partidas em Varna e garantiu classificação para a final. ( Foto: CBV )
A seleção brasileira masculina de vôlei voltará à quadra nesta sexta-feira (15), às 9h30 (do horário de Brasília), para enfrentar o Canadá em Varna, na Bulgária, no primeiro duelo da quarta semana da Liga das Nações. O técnico Renan Dal Zotto destacou nesta quinta-feira (14) que a cidade traz boas recordações para sua equipe.
 
"Estamos muito felizes de estar novamente em Varna e esperamos jogos difíceis contra alguns dos melhores times. Nosso objetivo é continuar jogando em alto nível e estar nas finais, em Lille. Estávamos em Varna no ano passado e nos sentimos muito bem aqui. Esta é uma excelente cidade com local perfeito para vôlei", disse.
 
No ano passado, quando a competição ainda levava o nome de Liga Mundial, o time brasileiro derrotou Canadá, Polônia e Bulgária em Varna e garantiu vaga na fase final da competição. Agora a expectativa é a mesma, vencer os três jogos e encaminhar a vaga para a próxima etapa.
 
O Brasil chega na quarta semana ocupando a segunda colocação da tabela, com 23 pontos - são oito vitórias e apenas uma derrota. Na primeira posição está a Polônia, que tem o mesmo número de pontos, porém melhor saldo de sets.
 
Para a partida desta sexta-feira (15), Renan não poderá contará com o central Maurício Souza, que sentiu uma lesão muscular abdominal durante treino de terça-feira (12) e está fora da fase classificatória da competição.
 
No sábado (16), também às 9h30 (do horário de Brasília), o Brasil jogará contra a França, e no domingo (17), às 12h30, enfrentará a Bulgária. Renan analisou resumidamente os adversários e falou sobre as dificuldades que a seleção deverá enfrentar.
 
"O Canadá esteve lá entre os seis melhores do campeonato no ano passado, na então Liga Mundial. A França foi a campeã desta última edição do campeonato, nos vencendo na final. E a Bulgária que também tem um time forte, joga em casa, com o apoio da sua torcida", comentou o treinador.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.