Após dificuldades

"Precisamos saber jogar contra equipes mais fechadas", adverte o volante Richardson

Vovô conseguiu fazer seu jogo fluir e jogar melhor no segundo tempo contra o Uniclinic

21:43 · 20.03.2017 / atualizado às 21:47 por Vladimir Marques
richardson
"Agora temos uma vantagem, nos classificamos com o empate, mas temos que buscar vencer outra vez", disse o jogador ( Foto: JL Rosa )
No domingo em jogo pelas quartas de finais do Campeonato Cearense, o Ceará teve dificuldades para criar jogadas quando encontrou as duas linhas de defesa do Uniclinic mais fechadas. Só após marcar  seu gol, em um contra-ataque e com a defesa do adversário exposta, o Vovô conseguiu fazer seu jogo fluir, jogar melhor no segundo tempo e vencer a partida sem sustos por 3 a 1.
 
E imaginando que em outras partidas do Estadual, como uma possível semifinal - contra Guarani de Juazeiro ou Maranguape - como também nos jogos da Série B como mandante, quando geralmente os adversários jogam fechados, os jogadores do Ceará advertem que a equipe precisa saber jogar contra equipes com esta estratégia.
 
"As linhas de defesa deles estavam muito compactas no primeiro tempo, muito fechadas. Sabíamos que eles jogariam assim, tentar jogar no nosso erro e fechados. Quando conseguimos acertar melhor os passes, trabalhando a bola e achando os espaços no campo, o resultado aconteceu. Temos que trabalhar isso, saber jogar contra equipes mais fechadas".
 
Sobre o resultado de 3 a 1, e a vantagem do empate para  o 2º jogo, no dia 25, no Castelão às 16 horas, Richardson afirma que a equipe jogará por outra vitória.
"Agora temos uma vantagem, nos classificamos com o empate, mas temos que buscar vencer outra vez. Uma vitória deles leva o jogo para os pênaltis e por isso precisamos buscar vencer de novo. Mas temos que melhorar para fazermos um jogo ainda melhor na partida de sábado".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.