Série A

Para prevenir lesões, Corinthians deve poupar jogadores contra Ceará

Nos últimos 14 dias, o atual campeão brasileiro jogou cinco vezes, sendo que quatro delas foram fora de casa

Para prevenir lesões, Corinthians deve poupar jogadores contra Ceará ( Foto: Divulgação/SCCP )
10:33 · 02.05.2018 por Estadão Conteúdo
Depois do jogo pela Libertadores desta quarta-feira (2), contra o Independiente, o Corinthians recebe o Ceará pelo Brasileirão no próximo domingo (6), às 11h. Para a partida contra o Vovô, Fábio Carille deverá preservar atletas. O treinador afirmou que vai usar um maior número de jogadores para prevenir lesões. O lateral-direito Fagner foi uma das vítimas da maratona. Deverá ficar fora de combate por um mês por causa de lesão muscular na coxa direita.
 
A comissão técnica preservou os jogadores de uma carga mais pesada de treinamentos. Nos últimos 14 dias, o Corinthians jogou cinco vezes, sendo que quatro delas foram fora de casa. O time encarou o Independiente, na Argentina; Paraná, em Curitiba, Vitória, em Salvador; e Atlético Mineiro, em Belo Horizonte. 
 
Fábio Carille vai segurar alguns atletas também em virtude do jogo seguinte: partida de volta contra o Vitória, pela Copa do Brasil. No jogo de ida, pelas oitavas de final, houve empate por 0 a 0. Trata-se de um jogo perigoso na avaliação da comissão técnica. Embora não seja a prioridade do ano, a competição oferece premiação gorda. Quem ficar com o troféu vai embolsar R$ 50 milhões, o que dá uma diferença de 733,33% em relação ao prêmio da última edição.
 
A última partida da sequência corintiana em casa é o clássico contra o Palmeiras, pelo Brasileirão. É o primeiro dérbi do torneio. A partida ganhou clima de revanche para os palmeirenses em função da perda da decisão do Campeonato Paulista. Vale lembrar: o rival alviverde montou um dossiê tentando provar que houve interferência externa na arbitragem daquele jogo que voltou atrás na marcação de um pênalti favorável aos palmeirenses.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.