Campeonato Carioca

Fluminense passa sufoco para empatar com Madureira e ir à final da Taça Guanabara

O Tricolor ainda foi sacrificado aos 27 minutos do segundo tempo, quando Douglas foi expulso

Time carioca foi sufocado, mas conseguiu garantir classificação. ( Foto: NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C. )
19:12 · 25.02.2017
O Fluminense é finalista da Taça Guanabara, mas ficou longe de repetir o futebol bonito visto neste início de temporada. Tanto que só vai decidir o título no dia 5 de março por ter sido beneficiado pelo regulamento, que lhe permitia empatar com o Madureira nas semifinais por ter melhor campanha. O jogo deste sábado terminou em 0 a 0, no Estádio Los Larios, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. 
 
O primeiro tempo foi ruim. Na etapa final, o Madureira foi quem teve três chances claras para marcar e vencer. O Fluminense ainda foi sacrificado aos 27 minutos do segundo tempo, quando Douglas foi expulso por cometer falta desleal. Foi, assim, uma classificação no sufoco e que interrompeu a série de cinco vitórias seguidas.
 
Na quarta-feira, o Fluminense vai ter um compromisso pela Copa do Brasil diante do Sinop, no Mato Grosso. O técnico Abel Braga deve escalar um time reserva, preservando seus titulares para a decisão no próximo fim de semana.
 
Abel fez questão de dizer antes do jogo que "o favoritismo do Fluminense era só por causa do empate". Esta vantagem o time conquistou por ter melhor campanha do que o Madureira que ficou, como PC Gusmão definiu, com "a missão quase impossível", que exigiria superação, determinação e disciplina tática.
 
Mas o primeiro tempo foi decepcionante no aspecto técnico. O Fluminense não finalizou com perigo nenhuma vez contra o gol adversário, sendo incapaz de infiltrar e superar o bom bloqueio defensivo do Madureira. Este, por sua vez, insistiu na sua jogada mais perigosa: o levantamento para a cabeçada de Souza. Aos 14 minutos ele testou sobre o travessão. Já aos 39 minutos tentou ajeitar, mas ninguém aproveitou na pequena área.
 
Os times voltaram mudados para o segundo tempo. O meia Gustavo Scarpa, um dos destaques neste início de temporada, saiu machucado. Ele sofreu uma entrada forte de Douglas Lima por trás e sentiu o tornozelo direito no fim da primeira etapa. Em seu lugar, entrou Marquinho. No ataque, saiu Wellington Silva para a entrada de Richarlison.
 
No Madureira, o amarelado Douglas Lima saiu para a entrada de Esquerdinha. E antes dos dez minutos, houve outra troca. O experiente atacante Julio Cesar saiu para a entrada de Soares. Antes disso, aos dois minutos, ele perdeu a chance mais clara de todo o jogo. Recebeu passe de Esquerdinha na pequena área e, sozinho, chutou em cima do goleiro Júlio César, que defendeu em dois tempos.
 
O Fluminense ainda reagiu com um chute cruzado de Richarlison para fora, aos oito, e uma finalização forte de Henrique Dourado aos 20, defendida por Rafael Santos. Aos 24 minutos, o Madureira perdeu outra grande chance. Após levantamento na área, o zagueiro Jorge Fellipe ajeitou de cabeça e na velocidade entrou Rezende que tentou pegar de chapa, com a bola raspando no travessão e saindo. 
 
A situação ficou pior para o Fluminense aos 27 minutos, quando Douglas impediu um contragolpe ao cometer falta sobre Ruan, recebendo o segundo cartão amarelo e sendo expulso. Abel rapidamente "fechou a casinha" tirando Henrique Dourado para a entrada do volante Pierre.
 
O Madureira pôs intensidade no jogo e praticamente o transformou em um duelo de ataque contra defesa. Teve sua terceira chance de ouro aos 42 minutos, em uma cabeçada de Jorge Fellipe que "tirou tinta" da trave direita. Assim, com muitos sustos, o Fluminense segurou o 0 a 0 e se classificou.
 
FICHA TÉCNICA
 
FLUMINENSE 0 X 0 MADUREIRA
 
FLUMINENSE - Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Douglas, Gustavo Scarpa (Marquinho) e Sornoza; Henrique Dourado (Pierre) e Wellington Silva (Richarlison). Técnico: Abel Braga.
 
MADUREIRA - Rafael Santos; Ruan, Diego Guerra, Jorge Fellipe e Wellington Saci; Leandro Carvalho, Rezende, Luciano Naninho (Jeferson Maranhão) e Douglas Lima (Esquerdinha); Julio Cesar (Soares) e Souza. Técnico: PC Gusmão.
 
ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhaes de Miranda.
 
CARTÕES AMARELOS Renato Chaves, Henrique Dourado, Richarlison e Douglas (Fluminense); Jorge Fellipe, Douglas Lima, Souza, Diego Guerra e Luciano Naninho (Madureira).
 
CARTÃO VERMELHO - Douglas (Fluminense).
 
RENDA - R$ 40.940.
 
PÚBLICO - 1.992 pagantes (2.399 total).
 
LOCAL - Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.