tropeço

Derrotado na estreia da Série B do Estadual, Esporte Limoeiro trabalha com prudência

Objetivando permanência na segundinha do cearense, Esporte Limoeiro investe em atletas da cidade para, aos poucos, se reafirmar

17:03 · 20.03.2017 / atualizado às 19:58
limoeiro
Equipe da casa foi derrotada por 2 a 0. ( Jucelino Castro (Rede Céu) )
A derrota para o Aliança Atlética, por 2 a 0, na estreia do cearense, já parecia estar no cronograma inicial do difícil trabalho desenvolvido em Limoeiro do Norte. Após 15 anos sem atividades no futebol, o Esporte Limoeiro reativou suas atividades em 2016 e conseguiu acesso para a segundinha 2017.
 
Francisco Nogueira de Sousa, o Chiquinho, ex-jogador conhecido do futebol cearense é o homem que está comandando o futebol do Esporte Limoeiro nessa empreitada da Segunda Divisão do Cearense 2017. Como jogador, Chiquinho sagrou-se campeão da segundinha por três vezes: Em 1994 pelo Esporte Limoeiro; 2008 pelo Guarany de Sobral e 2009 pela Associação Desportiva Limoeiro Futebol Clube.
 
O ex-lateral também levantou a taça da primeira divisão defendendo as cores do Fortaleza em quatro oportunidades. Além disso, o atual diretor de futebol do Esporte Limoeiro jogou ao lado de jogadores como Petkovic, Valdir "Bigode" e Romário em sua passagem pelo Vasco da Gama/RJ.
 
No entanto, ao falar sobre a realidade na direção de futebol do Esporte Limoeiro, o ex-atleta não disfarçou a dificuldade encontrada no clube. "Nosso time talvez seja uma exceção no futebol cearense e talvez brasileiro, temos um time composto apenas por jogadores da cidade, praticamente voluntários em virtude de não termos dinheiro para pagar pelo menos um salário digno aos atletas.", explicou. Entretanto, segundo o diretor de futebol, a situação está sendo contornada com muita transparência e incentivo de patrocinadores.
 
Contratações
 
Com relação aos principais nomes da equipe, Chiquinho destacou dois. "Nossos destaques são Nilton, ex-Barueri, XV de Piracicaba, Porto de Caruaru, Potiguar entre outros clubes. Além dele, temos o Joãozinho que jogou em vários clubes do futebol brasileiro”, informou o diretor.
 
Perspectiva na Série B
 
Chiquinho também falou sobre a meta para a temporada e traçou o objetivo para o próximo ano. "Contamos apenas com 18 jogadores inscritos e a nossa perspectiva, a princípio, é permanecer na segunda divisão para que no ano que vem tenhamos mais apoio e a gente possa voltar para a primeira divisão", analisou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.